20 agosto 2011

Força, seu lindo!


Gente, tô tão triste com o Gianecchini dodói que até sonhei com ele essa noite!

Ao contrário da maledicência da Vanessa que diz que eu sonho com todo mundo, eu só sonhei com o Alexandre Borges, o Jude Law, o Tom Hanks e agora o Giane - que eu me lembre 8-)

No sonho ele chorava deitado no meu colo. Acho que eu fiquei com tanto dó dele ontem não poder começar a quimio por problemas com o catéter que levei isso com o meu sono!

Tô torcendo por ele, rezando por ele! Claro que a gente entrega nas mãos de Deus mas rezar, torcer pela cura só ajuda, né?

Que ele fique tudo de bom de novo, logo, rapidinho :)

17 agosto 2011

"Divã" - fragmentos (4)

"Lopes, fiquei ali pensando. Medo do escuro? Já tive, hoje não. Medo de avião? Nenhum. E no entanto eu sinto um medo asfixiante, um medo que não consegui explicar pra Mônica porque não é um medo catalogado, não é assim como um medo de cobra, trovão, sequestro. Eu teria medo de saltar de pára-quedas, eu acho, mas isso nem se compara com o medo que eu sinto de mim.

É como se fosse uma claustrofobia, como se eu fosse uma espécie de elevador. Um elevador enorme, com fundos falsos, alçapões, paredes como as dos filmes do James Bond, que com um toque se abrem e revelam uma biblioteca ou uma sala cheia de armas. Eu me conheço e ao mesmo tempo sei que posso me surpreender a qualquer tempo.

Tenho medo de não conseguir manter minhas idéias, meus pontos de vista, minhas escolhas. A minha cabeça, Lopes, pe como um guarda que não permite que eu estacione em local algum. Eu fico dando voltas e voltas no meu cérebro e quando encontro uma vaga para ocupar, o guarda diz: circulando, circulando... Você está me entendendo? Eu não tenho área de repouso. Raramente desligo, e quando isto acontece, não dá nem tempo deo  motor esfriar.

(...) Não chego a temer a loucura, no fundo a gente sabe que ninguém é muito certo. Eu tenho medo é da lucidez. Tenho medo dessa busca desenfreada pela verdade, pelas respostas. Eu me esgoto tentando morder meu próprio rabo. Quando estou acostumando com uma versão de mim mesma, surge outra, cheia de enigmas, e vou atrás dela. Tem gente que elege uma única versão de si próprio e não olha mais para dentro. Esses é que são os lunáticos. Eu, ao contrário, quase não olho pra fora."

Do livro Divã, da Martha Medeiros.

14 agosto 2011

Adivinha quanto eu te amo

Eu sou apaixonada pelo livro Adivinha quanto eu te amo! Acho a historinha mais lindinha, mais doce que trata da relação de pais e filhos.

Hoje quis dividi-la com vocês mas recomendo que procurem o livro, porque as ilustrações de Anita Jeram são muito fofas!

Um especialíssimo Dia dos Pais pros pais e pros filhos que passam por aqui :)


Era hora de ir para a cama e o coelhinho se agarrou firme nas longas orelhas do Coelho Pai.

Depois de ter certeza de que o papai coelho estava ouvindo, o Coelhinho disse:

- Adivinha o quanto eu te amo!

- Ah, acho que isso eu não consigo adivinhar. - respondeu o Coelho Pai.

- Tudo isto. - disse o Coelhinho, esticando os braços o mais que podia.

Só que o Coelho Pai tinha os braços mais compridos, e disse:

- E eu te amo tudo isto!

"Hum, isso é um bocado", pensou o Coelhinho.

- Eu te amo toda a minha a altura. - disse o Coelhinho.

- E eu te amo toda a MINHA altura. - disse o Coelho Pai.

"Puxa, isso é bem alto", pensou o Coelhinho. "Eu queria ter braços compridos assim."

Então o Coelhinho teve uma boa ideia. Ele se virou de ponta-cabeça apoiando as patinhas na árvore, e gritou:

- Eu te amo até as pontas dos dedos dos meus pés, papai!

- E eu te amo até as pontas dos dedos dos TEUS pés. - disse o Coelho Pai balançando o filho no ar.

- Eu te amo toda a altura do meu pulo! - riu o Coelhinho saltando de um lado para outro.

- E eu te amo toda a altura do MEU pulo. - riu também o Coelho Pai, e saltou tão alto que suas orelhas tocaram os galhos da árvore.

"Isso é que é saltar!", pensou o Coelhinho. "Bem que eu gostaria de pular assim."

- Eu te amo toda a estradinha daqui até o rio. - gritou o Coelhinho.

- Eu te amo até depois do rio, até as colinas. - disse o Coelho Pai.

"É uma bela distância", pensou o Coelhinho. Mas, àquela altura já estava sonolento demais para continuar pensando.

Então, ele olhou para além das copas das árvores, para a imensa escuridão da noite e concluiu: Nada podia ser maior que o céu.

- Eu te amo até a lua! - disse ele, e fechou os olhos.

- Puxa, isso é longe - falou o Coelho Pai - longe mesmo!

Ele deitou o Coelhinho na sua caminha de folhas, inclinou-se e lhe deu um beijo de boa-noite. Depois, deitou-se ao lado do filho e sussurrou sorrindo:

- Eu te amo até a lua... Ida e volta!

(Sam McBratney)

01 agosto 2011

The Glee Project


Quem segue o blog e/ou convive comigo sabe que sou fã de Glee. Mesmo nesta segunda temporada, que a série, à princípio uma comédia, desbancou pro drama chato, as músicas se salvaram e alguns episódios foram memoráveis.

Daí os criadores da série tiveram a idéia de um programa que mostrasse uma competição por uma vaga na próxima temporada de Glee. 12 jovens muuuuito talentosos foram selecionados entre outros milhares e aí surgiu The Glee Project, um reality show muito bacana onde os competidores têm que mostrar mais do que o rostinho bonito ou a voz poderosa. Cada episódio tem um tema bacana: Tenacidade, Teatralidade, Vulnerabilidade, Individualidade, etc. Eles treinam a coreografia, gravam a música e um clipe. Os três que se saem menos bem vão pra repescagem cantando pro criador do programa, Ryan Murphy, que escolhe, como o coreógrafo e o diretor de Glee, quem sairá. O bacana é ver como eles fazem a escolha, levando em conta também o que o Murphy pensa poder bolar como personagem pra cada participante, de acordo com sua apresentação e sua personalidade.

Ah, os clipes que eles gravam são muito bem feitinhos e algumas músicas merecem ser baixadas. As minhas preferidas foram Mad World, um mash-up de Under Pressure  com Ice, ice, baby Don't you want me . No http://www.4shared.com/ dá pra encontrar algumas músicas.

Meus competidores queridos praticamente sairam todos mas mesmo assim a série é imperdível!

Quem quiser baixar, eu sigo fiel ao http://www.vmseries.com/ onde encontro tudo que preciso!

Alguém mais assiste?