24 outubro 2008

De amor...

Você ama alguém?

Você pode me responder que ama um monte de gente! Ama seus pais, seus irmãos, ama seus filhos, seus sobrinhos... Mas eu pergunto aqui do amor homem x mulher (ou do amor homem x homem, mulher x mulher...).

Eu amo. Imensamente! Intensamente! Infinitamente!

Com esse amor eu aprendi o que é o tal do amor incondicional por outra pessoa que não seja o pai que adoramos ou o sobrinho lindo que te ganha com um sorriso. Eu amei antes. Mas nunca tinha amado incondicionalmente, sem querer que a pessoa seja assim ou assado. Na verdade, acho que eu até gostaria de impor condições ao meu coração para amar dessa ou de outra forma; mas sabe aquela história de que coração é burro?

Ou, provavelmente, ele seja muito inteligente! Sabe que de nada adianta querermos impor algo a ele, querermos exigir as formas de sentimento ou de comportamento do ser amado.

Hoje, ou amanhã... ou depois de amanhã, quando passar aquele sentimento amarguinho que o meu amor sente por mim agora, ele lerá o que aqui escrevi. E aí eu espero que ele também me ame incondicionalmente, porque eu também sou cheia de defeitos! E não sendo perfeita, nunca esperei que ele também o fosse.

Eu o amo porque ele é quem é! Soma de coisas que eu gosto, coisas que eu adoro, coisas que eu amo... e coisas que me incomodam ou entristecem.

Eu o amo sem tentar entendê-lo, sem necessidade de julgá-lo... Amo-o por ele ser quem é. E pelo que me faz ser.

Eu sei o que desejo desse amor, mas não sei, infelizmente, o que esperar dele. Porque, por mais que queiramos, não somos capazes de ler nem a mente de quem amamos. O que eu desejo é que ele possa um dia ser meu, inteiro meu, de mãos dadas, por noites inteiras. Mas eu desejo, acima de tudo, ser feliz. E que ele seja tão ou mais feliz que eu!

Só que hoje eu desejo algo mais simples, ou que ao menos para mim parece mais simples: hoje eu me contentaria com ele entendendo minhas razões. Razões que podem parecer tolas, que podem parecer injustas... Mas que para mim assim não são. Minhas razões são "simplesmente" pautadas no amor que sigo sentindo. Amor incondicional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário