Pular para o conteúdo principal

Um aniversário... y otras cositas

Tanto tempo sem escrever! Nem vou dar desculpa de tempo corrido e blá, blá, blá porque é chato escrever isso e mais chato ainda ter que ler! Vou apenas contas unas cositas e pronto, okie? ;)

***

Ontem foi aniversário da Ellen, uma das pessoas que mais comentam os posts e que faz parte da minoria que  lê o blog e que conheço pessoalmente. O pai dela já foi meu evangelizador, ela foi evangelizanda da minha mãe... Mas ela é pelo menos uns 5, 6 anos mais nova do que eu, o que não nos fez amigas quando morávamos as duas na mesma cidade - sim, porque a moça é "rodada" e, novinha, já tá no pós-doutorado, tendo morado, entre outros lugares, um tempo na Espanha e tá chegando agora do Canadá.

Este post aqui é pra me redimir também porque ontem vi no Orkut que ontem era níver dela logo cedo mas depois "passou", não voltei lá e só hoje cedinho me lembrei. Então quero aqui desejar tudo de melhor do Universo pra Ellen, que Deus continue abençoando-a, acompanhando-a e que ela continue fiel ao blog! Obrigada pelos comentários aqui, pelas conversas no Twitter :)

***

E eu, não tô no pós-doutorado que nem a Ellen, mas tô na pós-graduação. Acho que comentei que tinha me inscrito em uma e tava esperando o processo de seleção e tals.

A pós é em "Linguagem, cultura e ensino" e essa semana que passou foi a terceira de aula - nas quartas, quintas e sextas à noite - e estamos no segundo módulo. Tô gostando muito! Agora a gente tá vendo "Fundamentos da lírica", lendo poesia, estudando poesia e tá legal. Em dezembro já tem férias e só volto em março do ano que vem e logo, lá por outubro, já tô terminando a dita-cuja.

Algumas pessoas, quando souberam que eu tava estudando perguntaram espantadas: "mas você não vai parar nunca de estudar?!". Quando comecei a fac de Letras eu parei de pensar na questão de idade e estudo - apesar de que, sim, é verdade, é duro ensinar papagaio velho a falar e não é fácil pra mim apreender - com dois "e" mesmo - os assuntos, como era aos 20. Talvez eu resolva ser mesmo professora. Talvez. Eu tô estudando porque não podia perder a oportunidade e acredito que conhecimento nunca é demais e porque gosto mesmo. O que não signifique que eu seja uma aluna de resultados nota 10, certo?

***

No dia 4 de dezembro, cedinho, meus sobrinhos e minha cunhada chegarão aqui em Foz! Quem acompanha o blog sabe da paixão que tenho por esses piás que há tanto tempo moram longinho daqui! Eles ficarão até janeiro conosco e estão empolgados com a primeira viagem de avião, com o Natal aqui, com os passeios que rolarão... E eu também tô superempolgada com tudo isso!

***

Aliás, falando em Natal, onde vocês passarão o de vocês? Muita gente indo pra praia no final do ano? Invejinha "branca" de quem vai mas tô feliz porque pretendo ir com o resto da família daqui no Natal pra Lins, onde meu irmão Taciano mora. Se é viagem, se é pra lugar gostoso, se é com gente querida ou pra ver gente querida, eu tô bem, tô feliz!

***

E acho que é isso. Quero escrever com mais frequência e pretendo tentar. E espero que todos vocês estejam bem, mesmo os caladinhos que não andam comentando aqui ou escrevendo em seus blogs.

Delicioso feriadão pra todos, até pros que, como eu, estarão no tronco esses dias todos! :S

Comentários

  1. Oi Sheila, minha querida amiga....que saudades!
    Olhe qdo vier pra Lins me avise e vou até lá te encontrar, tá?
    Eu não sei ainda onde vou passar meu Natal. Qto aos estudos, eu amo estudar e estou empolgada na minha especialização em Direito Ambiental e pretendo sempre estudar .....
    Fico orgulhosa de ter uma amiga como vc ue tb gosta de estudar e é inteligentíssima!
    Bom feriado!
    bjus

    ResponderExcluir
  2. Oi Sheila, que surpresa receber parabéns por aqui :D Muito obrigada!!
    Eu já voltei para o Brasil mas só passei 1 semana em Foz. Agora estou estudando para prestar concurso e vendo o que vou fazer da vida nesta próxima etapa.
    Nada a ver este negócio de idade e estudos. Eu sofro preconceito de muita gente por estar estudando ainda com 29 anos e nunca "ter trabalhado". Minha mãe está com 53 anos e está na 2º pós-graduação. Estudar nunca é demais.
    Beijinhos e obrigada pelo novinha hahaha!

    ResponderExcluir
  3. Cris, sempre querida!

    Aviso sim quando for a Lins. Aliás, aviso assim que souber como será! Na verdade eu terei - se tiver! - poucos dias de recesso no final do ano e aí vai ser outra viagem na correria!

    Eu estudiosa e inteligentíssima... ahan... tá bom! Olha você fazendo uma pós suuuper-legal! Direito ambiental deve ser muito interessante.
    _____

    Ellen,

    Que bom que gostou! Agora vai virar professora universitária, que bacana! Tá em São Paulo?

    Eu sei que isso de idade é besteira, mas sempre, sempre mesmo, existem aqueles paradigmas que parecem sermos obrigados a seguir, né?

    De nada pelo novinha. Até porque você É novinha!

    Avisa quando estiver em Foz, vamos marcar uma ida ao cinema :))
    ____

    Beijocas, gurias, deliciosa semana!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe o que é um "scammer"?

Eu fico tanto tempo sem escrever que, quando volto, fico com vergonha, pode?
Em minha defesa quero dizer que andei muito ocupada e sem nada de interessante pra escrever e que ando visitando os blogs que curto mas NÃO CONSIGO comentar há semanas! Sempre dá erro.
Mas, vamos ao que me motivou voltar a escrever um post. E senta confortável porque a história é longa mas muito séria e importante de ser conhecida.
Vocês já ouviram falar em scammer ou scam?
Scam, traduzindo meia-boca do original inglês, é um golpe, trambique, cambalacho. Scammer é quem o pratica. Na internet os scams mais conhecidos são aqueles golpes que com certeza vocês já conhecem de receber um email dizendo que tem um dinheiro em um banco africano e que você foi escolhido pra ficar com aqueles milhões. Já não recebeu um desses emails?
Mas existe mais um tipo de scam que tem se alastrado e que eu conheci este final de semana, da forma mais dolorosa: quase sendo vítima dele. É o scam romântico.
Se por um lado eu me enverg…

As calcinhas no varal

Hoje lavei minha roupa e, ao estendê-la no varal, fiquei chocada com a "qualidade" de boa parte das calcinhas que ali estavam.

As mulheres que têm entre 30 e 35 anos provavelmente cresceram ouvindo suas mães dizerem para cuidar com a roupa de baixo que usa porque se desmaiar na rua todos verão a calcinha velha, o sutiã com alça encardida - nem é o tema do post, mas quero avisá-las que é verdade! Um ex-colega de faculdade, bombeiro, diz que sim, eles reparam, mesmo nos momentos mais complicados de socorro, se as "moçoilas" estão com calcinha feia! - e falarão que a dona da lingerie é uma porquinha!

Daí hoje, olhando as calcinhas no varal, eu fiquei pensando que ali estavam aquelas calcinhas que normalmente eu usaria só pra dormir. Mas eu não só durmo! Ou seja, eu saí com boa parte delas!!

"Analisando" o varal, lembrei de que eu sempre tentei ser caprichosa com o que vestia por baixo da roupa. Mesmo quando era casada tentava usar lingerie arrumadinha e depois,…

25 em 2013 - Livro 5: Sua resposta vale um bilhão

Eu sinto tanto só agora escrever sobre Sua resposta vale um bilhão que li em fevereiro! Principalmente porque vou deixar muita coisa bacana do livro de fora. Mas gostei tanto que, mesmo assim, vale a pena.
Minha história com o livro é longa. Sou apaixonada pelo filme Quem quer ser um milionário - sobre o qual comentei efusivamente aqui, há 4 anos. Naquela época eu já tinha me interessado pelo livro, primeiro do autor - um diplomata indiano - mesmo correndo o risco de me decepcionar com o filme depois de lê-lo.
Namorei o livro longamente até que encontrei na Estante Virtual - um site que reúne sebos do Brasil inteiro - no comecinho do ano. Paguei R$ 4- sim, quatro reais! - por uma edição praticamente nova.
Quanto à história, muita coisa é diferente do filme - e necessário, se pensarmos na impossibilidade de adaptar um livro inteiro pra 2h de película. Escrevendo isso, o que me vem à cabeça é que, na verdade, o filme é inspirado na idéia central, do menino pobre, criado no mundo e que ganh…