19 janeiro 2011

Conhecendo Foz (2): Parque Nacional de Iguazú (Argentina)

(vista parcial da Garganta do Diabo)

(os quatis estão por quase todo lado)

(decida pra margem do rio no Circuito Inferior)

(prainha na Ilha San Martín)

(láááá no fundão da foto estão as Cataratas, mas o céu tava claro demais pra elas aparecerem)

Do lado brasileiro o Parque Nacional do Iguaçu. Do lado argentino, o Parque Nacional de Iguazú. O mesmo nome porque é o mesmo rio que forma as Cataratas - meio óbvio isso, dããã!

Muita gente me pergunta qual o lado mais bonito. Sinceramente, é complicado dizer, mas o argentino tem a vantagem de ter quase 8km de trilhas - lembram que ontem eu contei que o brasileiro tem 1200m apenas? - e a gente caminha muito pertinho de várias quedas menores.

O salto mais conhecido é a Garganta do Diabo. A primeira vez que visitei o parque foi em uma noite de lua cheia - existe essa opção de passeio! - e chorei emocionada. Na terceira vez, com uma equipe de tevê italiana, ouvi do produtor do programa: "Nessas horas que a gente tem certeza que Deus existe...", e é isso mesmo: o mirante na beira da Garganta é uma das coisas mais impressionantes que já vi na minha vida! Lindo, impactante, único!

Bom, os 8 km de trilhas estão divididos em 3 Circuitos - Inferior, Superior e Garganta do Diabo - e na Ilha San Martin.

O Inferior é o que oferece mais dificuldade com boa parte dele com escadas; o bacana é que fizeram-no com duas entradas e uma delas, em boa parte, é sem obstáculos, o que possibilita pra um cadeirante, ou pessoas com problemas de locomoção, passear por ele. É por ele que se chega também à Ilha San Martín mas, importante: só vá à ilha se estiver em ótima forma e se sentindo bem; o caminho é bem cansativo - a terceira foto aqui do post mostra um pedaço dele - e neste dia que fui passei mal e cheguei a desmaiar na volta - calor, dor de cabeça, péssimo condicionamento físico, muuuita gente... tudo colaborou.

Na Ilha San Martín a coisa é punk praticamente com um circuito só em escadas. Mas tem um grande atrativo: uma prainha cercada onde os visitantes podem tomar banho - na foto que mostra a prainha, estão a Angelice, minha amiga, e o Leandro, meu irmão. Principalmente no calorão infernal do verão daqui, qualquer "molhar pé" é super-benvindo! Cruzar de barco o braço do rio até a ilha está incluído no ingresso.

O Circuito Superior é tranquilo de ser feito e tem vistas mais gerais que o Inferior. É também menor que o outro.

Pro Circuito Garganta do Diabo a gente vai de trem. São uns 4 km no trenzinho pela mata - muito gostoso! - até o começo da passarela que leva à Garganta. Gosto muito desse pedaço que é feito na parte superior do rio, antes das quedas. A gente vai andando e observando uma parte bem tranquila do Iguaçu, com tartarugas tomando sol, de vez em quando um jacaré lá embaixo quietinho, muitos peixes... E aí, uns 1000m adiante, você chega à Garganta do Diabo.

Vamos aos preços que vou passar no original em pesos argentinos. O câmbio semana passada era de R$ 0,45 = P$ 1. A entrada normal, para turistas em geral custa P$ 100 - ou R$ 45 com este câmbio - e pro Mercosul, o que nos inclui,  P$ 70, ou R$ 31,5. Eles têm ainda vários preços diferenciados pra argentinos, sendo que quem é da cidade onde ficam as Cataratas não paga NADA!

Ah, eles só aceitam Pesos na entrada e o melhor é trocar ainda no Brasil. Levem Pesos pra gastar dentro do parque tlambém porque eles fazem um câmbio ridículo com outras moedas. Se puderem, levem lanche e bebidas: uma coca-cola de 500 nos custou P$ 10!!! Sei que é complicado, mas não vou pra lá sem levar pelo menos água: nesta última vez, como éramos em 5 - sendo 2 crianças - e fazia muito calor, levamos 5 garrafinhas d'água, sanduíches e chocolate de sobremesa em uma bolsinha térmica.

Nossa, post looongo, mas é que queria falar - quase - tudo pra vocês.

Pra quem quiser saber mais: http://www.iguazuargentina.com/ Lá dá pra ter, inclusive, o calendário anual de visitas de Lua Cheia.

Espero que tenham curtido a dica de hoje.

Amanhã falo do Complexo Turístico da Itaipu. Até lá.

Atualizando: O Alex comentou do passeio de barco que pode ser feito nas Cataratas e eu nem falei nisso - obrigada pela lembrança. Então, há várias opções de passeios de barco e a mais conhecida é o Gran Aventura, similar argentino ao Macuco Safari só que mais simples um pouco - no lado brasileiro tem guia, carro elétrico... Os preços já foram bem diferentes mas hoje o Macuco custa R$ 140 e o Gran Aventura P$ 200, o que dá meio que "elas por elas". Os dois fazem praticamente o mesmo circuito pelo rio, com direito a banho de cachoeira entrando debaixo de algumas quedas menores. Uma delícia!!

7 comentários:

  1. Esse post é dos meus hehehe. O que costumo responder é: O lado brasileiro é mais bonito, mas o argentino é bem mais divertido. O importante é fazer os dois! :)

    Quando fui (e lá se vão 4 anos já...) tinha tanta água que o transporte para San Martin estava interrompido - e as cachoeiras estavam uma coisa de doido!
    Na Argentina o que vale demais também é o passeio de barco - metade do brasileiro, e você ainda toma banho na Garganta do diabo :)

    ResponderExcluir
  2. Oi Alex!

    Eu costumo dizer que o lado brasileiro tem a melhor vista mas o argentino tem a vantagem de ficarmos muito pertinho das quedas!

    Esqueci de falar do Gran Aventura e do Macuco Safari, os passeios de barco. Preciso acrescentar isso. Mas atualmente os preços estão bem parecidos: Macuco R$ 140 - e tem a ida até o rio com guia no carro elétrico - e o Gran Aventura tá P$ 200, e é aquela dificuldade pra chegar lááá embaixo. E banho tem nos dois, mas não é na Garganta, é em umas quedas mais humildes: os barcos nunca chegam perto da Garganta!

    Adorei sua visita :)

    Beijocas, bom dia.

    ResponderExcluir
  3. É.. quando fui o Gran Aventura estava exatamente o mesmo valor do Macuco, só que em pesos (tipo agora seriam 140 pesos), aí sai metade, então já viu!

    E agora que li no outro post vc falando que tem gente dai que não conhece as cataratas.. cruzes!

    ResponderExcluir
  4. Eles estão aumentando todos os preços.

    Acho que não é uma boa já que muita gente preferia fazer passeios daquele lado exatamente pela vantagem do preço mais baixo...

    E tem gente aqui que não conhece Cataratas e já tive estagiários trabalhando comigo - estudantes de TURISMO e HOTELARIA!! - que nunca tinham estado no Parque das Aves ou na Itaipu!!

    Solamente acá en Foz...

    ResponderExcluir
  5. Meu marido vive me dizendo que quer ir de todo jeito comigo - ele já foi com amigos uma vez. Um dia vou lá sim! Parace lindo mesmo!

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Quando vier não deixe de me avisar para nos encontrarmos e tomarmos um suco bem geladinho - se for verão - ou um chocolate quente aconchegante - se for inverno!

    Beijocas.

    ResponderExcluir