26 novembro 2008

E o Batman e o Robin também!

Ia dormir e lembrei de uma história que uma amiga contou e que, quando me lembro, sempre dou muita risada, mesmo que sozinha.

Os sobrinhos (ou priminhos) dela se preparavam para dormir. Ajoelhadinhos ao lado da cama, o mais velho puxava a oração, seguido pelo menorzinho: "Papai do Céu, abençoe meu pai, minha mãe, meus amiguinhos..."... e assim seguia, pedindo pelos amados até que, mais adiante, o menorzinho cutuca o irmão e sussurra: "E o Batman e o Robin também!".

(essa foto da menininha com as bonecas rezando sempre me lembra essa história fofa!)

9 comentários:

  1. E quem, neste mundo, não precisa de uma prece, hein? ;)

    ResponderExcluir
  2. O seu "hein" pareceu o de um dos meus sobrinhos, quando faz perguntas em que a resposta (ou comentário) dele parecem óbvias. Mas ele repete umas duas vezes: "Hein? Hein? Hein?" rsrs

    Pois é, até o Batman e o Robin precisam de prece...

    ResponderExcluir
  3. Eu também quero uma prece, mas sou atéia... E agora????

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto do óbvio. Paradoxalmente, ele costuma esconder muitas verdades.

    Uma vez, li um texto do budismo zen no qual um discípulo pergunta ao mestre qual era a importância de estudar, repetidamente, os sutras. O mestre respondeu-lhe mais ou menos assim:

    Da mesma forma que, muitas vezes, não notamos a existência da Lua Cheia no céu, simplesmente por sabermos da sua presença, nós deixamos de perceber a verdade subjacente a todas as coisas e seres justamente por eles se mostrarem triviais em nosso dia a dia...

    Como se a mente insipiente sofresse um "tilt" junto à obviedade (olhamos para ponta do dedo, e não para onde ele aponta...).

    "Foi tão óbvio que não acreditei" ou "foi tão óbvio que tive medo de responder", dizemos. É a Verdade que se veste de vulgaridade e se torna o óbvio no cotidiano.

    Eu adorei quando você colocou:

    "(...)a resposta (ou comentário) dele parecem óbvias."

    A sua prudência é uma benção Sheila, neste mundo de sofismas...

    Revela respeito, cautela, humildade, bom senso e capacidade de reflexão diante de tudo que lhe transmitem. Além disso, mostra que você não é afeita a pré-julgamentos...

    En passant: pra exercitar, vai aqui um koan: "O sol do meio-dia não faz sombra."

    Parece óbvio, maas... ;)

    ResponderExcluir
  5. Mel,

    Eu também quero dinheiro, mas não sou materialista... E agora???? ;)

    _______________________________


    A propósito, uma mocinha, muito kawaii por sinal, digitou as seguintes palavras:

    "(...)afinal de que adianta escrever coisas e não saber o que os outros pensam sobre o que é escrito?"

    Eu havia lido que fora outra a razão do bloqueio dos comentários no seu blog... ¬¬

    Seu blog estava recebendo muitos comments. Sheila, T_sin, eu, Thaís... E estava aparecendo mais gente...

    Onegai shimasu, Mel chan... Reabra seu blog... =´)

    Prometo botar você no colo e lhe encher de beijos! Tá bom assim? ^^

    En passant: ah, mas sem porradas neste monge pervertido, dona Sango... ;)

    Eu e você estamos parecendo dois sobrinhos hiperativos, aprontando na casa da tia. =P

    *Pega nas bochechas de Mel, e não solta*

    ResponderExcluir
  6. Sim, paradoxal de fato, queria uma ajuda divina, mas não acredito em Deus, porém também quero dinheiro e sou sim!, materialista...
    As vezes eu queria, de verdade, acreditar, mas isso não faz sentido algum...


    Não vou reabrir por ora os comentários, estou me divertindo com essa de ficar fazendo bagunça no blog da Sheila, quando ela ficar brava podemos todos nos mudar para o da Sin, ou qualquer outro... Espaço virtual não falta!!

    ResponderExcluir
  7. Esse post é a expressão direta de quão doce e linda você é!

    ResponderExcluir
  8. Ei, ei, ei!!

    É eu ficar fora 4 dias e isso aqui virou casa da mãe Joana (ou devo dizer da "tia" Sheila? rsrs)?!

    Servo, Mel... vocês são muito... "profundos" nos comentários pro meu vão entendimento. Sim, acredito em Deus e preciso dele, mas confesso que me sinto muito mais próxima de Jesus, que passou pela Terra, que viveu (quase) que nem a gente. Dinheiro?! Só sei o que é isso no começo do mês...

    Mas estou adorando vocês estarem tão à vontade aqui no meu blog para escreverem o que vem escrevendo.

    By the way, Servo, o Murilo, esse meu sobrinho, é um dos maiores amores da minha vida, então tudo que vier dele, mesmo "apenas" parecendo óbvio, sempre será lindíssimo!

    Beijocas em vocês!

    ResponderExcluir
  9. Duco,

    São seus olhos lindos que me vêem assim, certeza!

    Espero que você esteja melhor porque é triste pensar em você sofrendo... :'(

    Meu beijo.

    ResponderExcluir