20 setembro 2010

Mais bonita (9): Minesol Oil Control


Por isso que este blog às vezes tem tão poucas postagens: porquê eu não posto quando deveria!

Achei que já tivesse falado aqui sobre o Minesol e fiquei surpresa ao ver que não. Ainda mais que já o estou usando há uns 3 meses!

Bom, durante o inverno, e acredito que isso seja comum à muita gente, minha pele fica muito seca com o uso de água morna - quase quente -, com o vento gelado, com adstringente... Este ano, principalmente porque aos 35 anos a gente já consegue ver à olho nu os efeitos do tempo no nosso rosto, me rendi a necessidade de usar um protetor que me protegesse das ações "malévolas" do sol e que, igualmente, hidratasse minha pele. Depois de muito pesquisar, optei pelo Minesol Oil Control - da ROC, que é da Johnson & Johnson.

Já falei aqui outras vezes de como minha pele é oleosa e como eu não tinha ilusões quanto a encontrar soluções pra isso. E muito menos esperava que um creme pudesse fazer isso por mim.

Mas faz. O Minesol Oil Control é bem leve, deixa uma sensação de maciez na pele assim que a gente passa - meio a sensação que o Magix, primer da Avon, deixa na pele - e, o mais importante, realmente dá uma segurada na oleosidade da pele; de verdade: em mim, é bem perceptível o quanto minha pele demora mais a ficar oleosa e não chega a ficar tão oleosa quanto ficaria se eu estivesse sem nada no rosto.

Inclusive sob maquiagem. Tenho usado o protetor solar direto - aplicando pelo menos 1x/dia, o que é melhor do que nada, como era até 6 meses atrás - e por baixo da base, principalmente em pó - tô usando a Studio Fix e logo vou falar dela -, além de segurar a oleosidade, ela tem segurado a make.

Eu paguei carinho, em torno de uns R$ 70, mas uso um tiquinho - ela rende horrores! - e deve durar mais uns meses.

Mesmo já tendo usado em uns dias quentes recentemente, ela precisa passar pela prova de fogo - quase literalmente falando - do verãozão de Foz. De qualquer forma, tendo um efeito bacana quando eu já tinha desistido de algo que me ajudasse, já mora no meu coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário