22 março 2011

Séries: Dexter



Desde o começo do ano tô vendo Dexter mas acabei não contando aqui - até porque eu andava contando pouca coisa... :$

Dexter é o tipo de série que se eu contar pra muita gente que vejo as pessoas vão se surpreender e dizer que não parece o tipo de coisa que eu veria - minha mãe falou isso, por exemplo.

Mas eu vejo. E gosto. E sem culpa - o que não quer dizer que tenha uns sobressaltos em alguns episódios e aperte o fast-forward pra não ver umas cenas.

Porque o Dexter, personagem-título da série, interpretado por Michael C. Hall, é um serial killer que trabalha na polícia de Miami e que, nas horas vagas, mata criminosos que a polícia não conseguiu prender mas que são com certeza assassinos. Isso faz o nosso herói (?!) matar sem remorso, mesmo que tenha suas crises de consciência, até porque, nas duas temporadas que vi - estou na terceira - sempre tem alguma descoberta do seu passado que o faz questionar o que faz e porquê faz.

Desnecessário dizer que tem morte em tudo quanto é episódio, além de sangue. Mas também tem um protagonista carismático e charmoso. Eu acelero o que não quero ver e vejo só o que me interessa.

O resto do elenco também é bem bacana e o meu personagem preferido depois do Dexter é o Ángel- David Zayas -, policial gente boa que dá vontade de ter como amigo.

Ah, outra coisa bacana é conhecer Miami. Quando criança, um dos meus sonhos era ir pra Disney. Hoje eu acho que, se visitasse algum lugar da Flórida, trocaria Orlando e os parques por Miami.

Recomendado pra quem tem estômago forte ou é frio mesmo e não tá nem aí com cenas de esquartejamento e tals.

3 comentários:

  1. Adooooooro esta série! Apesar do tema, acho ela leve, porque tem umas coisas engraçadas também! Os personagens são bons, o Dexter é tão lindo! O que me dá nervoso são as cenas de suspense! Ah.. o nome da ator é Michael C. Hall. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Adoro Dexter também. E a princípio também não sou o tipo que assistiria e gostaria desse psicopata. Mas acho que todo mundo acaba se identificando um pouco com ele, talvez pela racionalidade aguçada e pela vontade de se encaixar em algum padrão de normalidade ou mesmo pelo fato dele ser um 'bom' serial killer, mesmo sabendo que isso não é justificativa para o que ele faz. A terceira e a quarta temporadas são bem mais pesadas, mas muito boas. Continuo tampando meus olhos para as cenas de sangue.

    Séries me lembram você, Sheila. Ainda não consegui emplacar o Mothern Family, mas pretendo... depois que acabamos com as temporadas todas que ganhamos de Dexter, Mothern family é a próxima.

    Beijos,
    Talita.

    ResponderExcluir
  3. Lanny,

    Pra mim as piores cenas são aquelas com tortura psicológica do futuro finado, onde ele sabe que vai morrer mas fica naquela expectativa, credo!

    Menina, do nome agora foi engraçado porque eu tava de manhã com o Anthony Michael Hall na cabeça! Um que foi ator de filmes nos anos 80 e depois fez um série que passava no SBT. Aí, quando escrevi Anthony C. Hall fiquei olhando, olhando... e achando que o cara não tinha cara desse nome mas passou! rsrs

    Obrigada pela correção :)
    _____

    Oi Talita,

    Engraçado isso de não ter a nossa cara mas a gente gostar, né?

    E você sabe que, comparando com um pessoal que eu conheço, vejo poucas séries. É que acabo vendo uma temporada em uma semana e aí paro, e aí volto... Quer dizer, menos com a minha querida Modern Family que terá esta semana o último episódio da temporada e já tô com saudades. Me conta o que acha dela depois que a vir!
    ____

    Beijocas, gurias, boa semana.

    ResponderExcluir