Pular para o conteúdo principal

Notícias de Estreito (2)

Gente, que calor! Hoje minha irmã contou que chove há 5 dias em Foz. Mesmo sabendo de tudo de chato que vem com tanta chuva, queria estar no friozinho e na chuva.

***

Ontem fizemos um passeio delicioso a uma espécie de balneário chamado Cachoeira do Itapecuru. Aqui na região - principalmente na região da cidade de Carolina - tem cerca de 200 cachoeiras para serem visitadas.

Lá em Itapecuru são, na verdade, duas cachoeiras que desaguam formando uma piscina natural antes de seguir o curso do rio. Tem uns pedaços mais rasos, tem uma prainha com areia em uma margem e tem restaurante, bar, uma infra-estrutura boazinha - só a infra-estrutura humana que é bem precária.

Ficamos o dia inteiro. Aproveitei bastante e voltei queimada e cansada de ficar na água e brincar com os sobrinhos, mas valeu a pena porque foi muito, muito gostoso!

***

Por falar em estrutura humana... acontece algo bem chatinho aqui: o atendimento em toda parte é, no geral, bem ruinzinho. Como definiu uma amiga da minha mãe hoje, as pessoas não fazem questão que você compre o que elas vendem. Sim, encontramos pessoas gentis, vendedoras simpáticas, mas é raro. O mais comum é antipatia e pouco-caso. Das lojas ao balneário, passando pelo supermercado e pelo restaurante mais frequentado pelos meus pais. Uma pena. Pra eles!

***

Queria escrever um post sobre as diferenças tão explícitas entre aqui e Foz. Entre o interior do Maranhão e o interior do Paraná. Quem sabe eu coloco a idéia em prática proximamente - mas eu ando com tantos posts pendentes que tenho vergonha de prometer falar de qualquer assunto! - mas posso adiantar que, como pode parecer óbvio para alguns, as coisas são muito diferentes entre os dois lugares. Quando a gente viaja vê quantos Brasis existem dentro do Brasil!

***

Momento mulherzinha: falei há algum tempo do Blot da MAC e vou confessar que é o único item de maquiagem que tenho conseguido usar no calor que faz aqui. Ele tem me ajudado a controlar a oleosidade da pele e descobri que o bichinho é bom mesmo, viu? Pena que seu efeito não dure muito. Mas não o culpo: minha pele e o calor constante são os culpados!

E eu falei também, aqui, de cremes de tratamento noturno pra cabelo e disse que não tinha gostado/me acertado com o da L'Oréal, o Elsève Nutrição. Retiro o que disse: ontem usei-o em mim e na minha mãe para dar uma tratada na gandeia depois de um dia no sol e dentro d'água e adorei como meu cabelo amanheceu macio. Ele é bom, gente. como a Mel já tinha atestado nos comentários do post em que falei dele.

***

E por hoje é só porque não quero deixar esta postagem longa demais. Numa próxima vez conto otras cositas.

Ah, pra quem perguntou: minhas pernas estão menos emperebadas sim. Nada que um anti-estamínico e repelente usado até pra dormir não ajudassem a resolver.

Comentários

  1. Esta coisa de atendimento é fogo! Percebo que no nordeste (nasci e vivi lá minha vida inteira) a coisa é mais chatinha. O pessoal não se esforça muito, é mais relaxado! Aqui em Brasília é tudo mais certinho, acho o atendimento melhor. Mas não tem aquelas praias!! Ai, ai... não se pode ter tudo, né? Bem, quanto as picadas de insetos, é super chato... o maior problema são as manchas que ficam depois. Alguma dica?

    ResponderExcluir
  2. SHEILA,

    DESCULPE FUGIR AO TEMA PROPOSTO.

    PORÉM TENHO UM CONVITE. LEIA:

    "O COMPORTAMENTO SEXUAL DO POVO BRASILEIRO",

    QUE É A CRÔNICA/PESQUISA DO BLOG DE HUMOR:

    "HUMOR EM TEXTO", DESTA SEMANA.

    SAIBA A VERDADE, COMPROVADA SOCIOLOGICAMENTE, E

    TIRE SUAS CONCLUSÕES.

    VOCÊ PODERÁ NÃO ACREDITAR.

    SÓ CONFERINDO.

    UM ABRAÇÃO CARIOCA.

    ResponderExcluir
  3. Oi Lanny,

    O atendimento é péssimo, guria! E relaxado no pior sentido! Ontem fomos em um restaurante que meus pais gostam e o garçom - velho conhecido pela antipatia - não disfarçava a impaciência por demorarmos a pedir, por exemplo! Eu imagino que as pessoas daqui nem notam isso, mas quando a gente vem de centros maiores - uau, nunca pensei em incluir Foz nisso antes! rsrs - a gente se choca e se irrita.

    Das marcas das picadas, felizmente acabo não ficando com a pele marcada, acho que minha cicatrização é muito boa, não penso em outra coisa. Mas sol ajuda! O pseudo-bronze que tomei domingo escondeu muita coisa. O melhor mesmo é conseguir evitar as mordidas...

    Beijocas e boa semana.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe o que é um "scammer"?

Eu fico tanto tempo sem escrever que, quando volto, fico com vergonha, pode?
Em minha defesa quero dizer que andei muito ocupada e sem nada de interessante pra escrever e que ando visitando os blogs que curto mas NÃO CONSIGO comentar há semanas! Sempre dá erro.
Mas, vamos ao que me motivou voltar a escrever um post. E senta confortável porque a história é longa mas muito séria e importante de ser conhecida.
Vocês já ouviram falar em scammer ou scam?
Scam, traduzindo meia-boca do original inglês, é um golpe, trambique, cambalacho. Scammer é quem o pratica. Na internet os scams mais conhecidos são aqueles golpes que com certeza vocês já conhecem de receber um email dizendo que tem um dinheiro em um banco africano e que você foi escolhido pra ficar com aqueles milhões. Já não recebeu um desses emails?
Mas existe mais um tipo de scam que tem se alastrado e que eu conheci este final de semana, da forma mais dolorosa: quase sendo vítima dele. É o scam romântico.
Se por um lado eu me enverg…

As calcinhas no varal

Hoje lavei minha roupa e, ao estendê-la no varal, fiquei chocada com a "qualidade" de boa parte das calcinhas que ali estavam.

As mulheres que têm entre 30 e 35 anos provavelmente cresceram ouvindo suas mães dizerem para cuidar com a roupa de baixo que usa porque se desmaiar na rua todos verão a calcinha velha, o sutiã com alça encardida - nem é o tema do post, mas quero avisá-las que é verdade! Um ex-colega de faculdade, bombeiro, diz que sim, eles reparam, mesmo nos momentos mais complicados de socorro, se as "moçoilas" estão com calcinha feia! - e falarão que a dona da lingerie é uma porquinha!

Daí hoje, olhando as calcinhas no varal, eu fiquei pensando que ali estavam aquelas calcinhas que normalmente eu usaria só pra dormir. Mas eu não só durmo! Ou seja, eu saí com boa parte delas!!

"Analisando" o varal, lembrei de que eu sempre tentei ser caprichosa com o que vestia por baixo da roupa. Mesmo quando era casada tentava usar lingerie arrumadinha e depois,…

25 em 2013 - Livro 5: Sua resposta vale um bilhão

Eu sinto tanto só agora escrever sobre Sua resposta vale um bilhão que li em fevereiro! Principalmente porque vou deixar muita coisa bacana do livro de fora. Mas gostei tanto que, mesmo assim, vale a pena.
Minha história com o livro é longa. Sou apaixonada pelo filme Quem quer ser um milionário - sobre o qual comentei efusivamente aqui, há 4 anos. Naquela época eu já tinha me interessado pelo livro, primeiro do autor - um diplomata indiano - mesmo correndo o risco de me decepcionar com o filme depois de lê-lo.
Namorei o livro longamente até que encontrei na Estante Virtual - um site que reúne sebos do Brasil inteiro - no comecinho do ano. Paguei R$ 4- sim, quatro reais! - por uma edição praticamente nova.
Quanto à história, muita coisa é diferente do filme - e necessário, se pensarmos na impossibilidade de adaptar um livro inteiro pra 2h de película. Escrevendo isso, o que me vem à cabeça é que, na verdade, o filme é inspirado na idéia central, do menino pobre, criado no mundo e que ganh…