21 abril 2009

Vi: O paciente inglês

Aviso importantíssimo: esse filme não é recomendado para quem teve um coração recentemente partido!

A recomendação não é original minha, é da minha irmã, que vetou o filme para uma prima nossa. Eu, na verdade, resolvi revê-lo em um final de semana em que chorava muito por um amor provavelmente perdido pra sempre - queria, masoquistamente, cutucar a ferida.

O filme é de 1996 e eu tinha visto pela última vez no dia do casamento de um dos meus irmãos, depois que voltamos da festa, há 2 anos. Como qualquer obra - livro, filme... - eu sei que em cada momento o verei de uma forma diferente.

Imagino que ele foi bem menos visto que Crepúsculo, então, deixa passar a sinopse breve: um homem é salvo, no deserto africano, de um avião em chamas. Anos mais tarde, o vemos sendo "entrevistado" por um oficial de guerra. Ele não lembra de muita coisa e, por não ter nome, é tido como inglês e chamado então de "o paciente inglês".

Em flashbacks vamos conhecendo sua história de amor passada no Cairo, pouco tempo antes de começar a II Gerra Mundial, ao mesmo tempo que, já sem esperanças de ser curado, ele é deixado com uma enfermeira canadense em uma villa da Toscana, enquanto o exército aliado avança pela Itália. A enfermeira também teve seu coração partido durante a guerra, já que perdeu seu noivo.

E aí, em meio a uma fotografia soberba - como devem ter percebido, é uma das minhas coisas preferidas em filmes!! - e uma trilha sonora que mereceu o Oscar ganho, conhecemos a história desses personagens. E só de escrever me emociono!

O filme tem um elenco que eu amo inteiro! Ralph Fiennes, é o Conde Almásy, o "paciente inglês" - eu o ADORO desde A lista de Schindler e é um dos meus atores preferidos (infelizmente nunca sonhei com ele, mas se tivesse sido ele e não Judd Law no sonho que contei há algumas semanas, com certeza eu não teria sido tão dura! rsrs) -, Juliette Binoche, vencedora do Oscar de atriz coadjuvante pelo filme, é Hana, a enfermeira que cuida dele, Kristin Scott-Thomas - sempre elegantíssima e linda! - é Katherine, a amada de Almásy; e tem ainda Colin Firth (Vane, sempre que o vejo, lembro de você!), Naveen Andrews - o Said, de Lost - Willem Dafoe...

É um dos filmes que mais amo! Comprei o dvd - baratinho, na Americanas - há alguns meses e, com certeza, o verei mais algumas vezes nos próximos anos...

2 comentários:

  1. realmente muito legal o filme, mesmo tendo dormido uma boa parte ...
    Apareça.
    Maurizio

    ResponderExcluir
  2. Olá Maurizio!

    Que pena que dormiu! Não o aproveitou!!

    Apareço sim, podexá (mas apareça o senhor também!).

    Beijocas.

    ResponderExcluir