19 outubro 2009

Créditos, Rubinho, pena de morte, horário de verão... um monte de coisa!

Hoje descobri porque, definitivamente, é bom você dar créditos de textos e fotos que utiliza no blog...

Em agosto escrevi um post intitulado Não era amor (?!) que rendeu um monte de comentários legais. Eu recebo os comentários feitos no blog por email. Achei curioso hoje receber um neste post já antiguinho mas, surpresa mesmo, foi ver que era do autor da foto usada! Ele escreveu ter gostado do texto e sentido pela foto ter perdido a "moldura" preta que tinha na original. Foi simpático e eu me senti aliviada por ter escrito naquele post, como em todos, quem era o artista autor da foto.

Fica então a dica pra todo mundo, até por educação, gentileza, delicadeza, honestidade - chamem como quiserem! - de creditar o que de bonito, em imagens ou textos, postam em seus blogs!

***

Não gosto de Fórmula 1, não achava a menor graça na época do Ayrton Senna e nem gostava dele - sem me apedrejarem, por favor! rsrs. Maaaaas... eu sempre gostei do Barrichello e gosto muito do Massa também.

Só que o Rubinho é o corredor brasileiro da vez... E aí tem uma coisa que eu acho muito falsa: todo mundo agora adora o cara! Essa criatura foi motivo de piada por anos e anos, agora é o queridinho de meio-mundo! Eu juro que NUNCA falei mal dele - como se mudasse a vida dele isso, né? rsrs. Aliás, até muda, porque eu tenho certeza absoluta que a gente manda energia negativa ou positiva pras pessoas de acordo com nossos pensamentos!

Mas o que eu queria dizer é que torci muito por ele ontem, até assisti a corrida - tá, até que tem uma gracinha e emoção aqui e ali - e fiquei muito triste por ele não ter ganho. Sentida por ele, por chegar tão perto de ser campeão no Brasil, de poder lutar pelo título mundial, mas perder.

Vi o moço umas duas vezes dizendo que não acredita em sorte - e nem eu! - mas é de dar dó como ele não tem sido predestinado a ganhar...

***

D'autre part - adoro essa expressãozinha em francês, quer dizer "por outro lado..." rsrs - teve o Button campeão. Lindo de viver, com um sorriso de propaganda de creme dental, que penou muito também e me emocionou com sua felicidade ao comemorar o título. Como disse o Galvão Bueno - de vez em quando ele acerta... - ao vê-lo abraçado chorando com o pai, sabe-se lá quantas coisas esses dois passaram até hoje para, finalmente, comemorarem uma vitória, né?

Não consigo ser de torcer contra. Não mesmo! E, mesmo sentida pelo Rubinho, a alegria do Button me deixou feliz.

***

E, como disse o personagem do Marlon Brando em Apocalyse now - como era mesmo o nome dele, Luís? - "o horror, o horror!".

Vocês viram a história no Fantástico ontem do condenado à morte que, por mais de 2h30, viu 18 tentativas de lhe aplicarem o coquetel de venenos falharem?

Absurdo, chocante, desumano! Pelo jeito não encontraram veia - e eu sei o que é isso, porque sou candidata, sempre, a veias arrebentadas e marcas roxas quando preciso de medicação intra-venosa - e tentaram nos braços, nas pernas... pararam, o moço - normal - ficou nervoso... Aí desistiram e agora não sabem o que fazer com ele.

Eu sou terminantemente contra a pena de morte! Acho que ela nunca é "humana", acho que é pura vingança e espero que nunca exista no Brasil, país onde irmão gêmeo vai pra cadeia pelo outro, ou seja, onde a polícia pode até tentar, mas não é muito competente.

E a história desse norte-americano só me fez ter mais certeza do quanto ela é falha!

***

Se eu começar a coachar nos posts, por favor, não estranhem, eu vivo na região brasileira onde provavelmente mais tem chovido nos últimos meses! Há uma semana praticamente chove TODO dia!

As donas de casa sabem da chatura que é casa úmida, roupa que não seca, criançada - no meu caso, gataiada - dentro de casa...

Mas aqui em Foz as coisas, pelo menos, são bem mais tranquilas do que ao redor. Mesmo que tenhamos presenciado tempestades assustadoras - com trovões tão fortes que nos acordaram à noite - não tivemos o problema de destelhamento ou de inundações que cidades vizinhas tiveram.

O negócio é ter paciência... e resistir pra não virar sapo - mesmo que a previsão seja de chuva até o final da semana ainda... :S

***

Os gatinhos da Kitty abriram os olhinhos! É impressionante como, a cada dia, ficam mais lindos, mas espertos! Essas coisinhas crescem muito rápido!

Eu não lembrava mais de como era ter bebês em casa. E tô adorando. Mas já começo a sofrer com a separação iminente. Não tem como ficar com todos... Hoje pela manhã, quando acordei e fiquei fazendo cafuné neles fiz as contas de quanto gastaria só com castração dos cinco e vi que é inviável.

Além do mais, oito gatos em uma casa é até anti-higiênico, né? Não tem como mesmo!

Só espero conseguir encontrar donos amorosos, pacientes e queridos pra todos eles!!

***

O final de semana que passou era o que eu deveria ir pra Curitiba, pro encontro de evangelizadores espíritas.

Infelizmente não deu - $$$ - e fiquei bem chateada. Queria muito ter ido mas sei que outras oportunidades virão :)

***

Pra encerrar - porque eu tô muito conversadeira hoje! rsrs - o famigerado horário de verão.

Na verdade, eu só sofro nos primeiros dias. Sofri muito ontem porque todo domingo às 9h estamos ensaiando a pecinha de teatro que apresentaremos este ano na Mostra Espírita do "meu" Centro e foi duro, mooooito duro levantar quando o despertador tocou. Enrolei por quase meia-hora e aí tive que sair correndo, desesperada, pra não me atrasar.

Hoje não precisei acordar cedo e o tempo fechado ajudou a ficar de preguiça na cama.

Mas durante a semana tudo entra nos eixos normais. Eu vejo a vantagem dos dias mais longos e da noite, por aqui, chegar só lá perto das 21h...

Espero que vocês também não sofram muito. Como têm sido os primeiros dias pra vocês??

Boa semana. Se cuidem!!

8 comentários:

  1. Tbém não gosto de F1. Acho entendiante. Não vejo.

    Eu vi a chamada dessa matéria no Fantástico, qdo tava passando numa padaria, mas nem vi a matéria. Achei bizarro tbém. Pena de morte é bizarro, aliás.

    Eu não gosto de horario de verao. Não gosto de acordar no escuro e de demorar pra escurecer. Mas a gente acostuma, né?

    Sobre sua pergunta. Qq tempo. Até um dia. É só pra tentar privilegiar quem está no blog mesmo sem sorteio.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu não gosto deste esporte, não entendo,colocam a vida em risco por um troféu.
    É minha opnião, tantos lutam pela vida e outros as dão de bandeja por mera vaidade.
    Parece brincadeira de criança, "quem chegar por último é mulher do padre"....
    Bjs minha linda
    Saudades de você

    ResponderExcluir
  3. Aqui no Brasil é sempre assim. Enquanto o atleta não ganha, ninguém liga pra ele, mas basta ser vencedor de alguma coisa que vira o queridinho. E não é só na F1, basta ver os exemplos da natação, ginástica artística e tantos outros esportes. Que o Rubinho aproveite bem essa fase dele, pq assim que ele perder de novo, será motivo de piadas novamente. Infelizmente é assim =/

    Haha, tb sofro com horário de verão nos primeiros dias. Incrível como 1h só faz diferença, né?
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Oi, Sheila,

    Meu horário de verão tá influenciando na rotina da minha filha. Esse lado é bem complicado (rs) pra criança que já deita tarde e já acorda tarde.

    Bem... foi tanto assunto, adoro quando disserta assim. Não me identifiquei apenas com a época de Ayrton Senna porque naquela época eu vibrava com a Fórmula 1.

    Beijos,
    Talita.

    ResponderExcluir
  5. Eu vi as fotos dos gatinhos no orkut e até "ofereci" para a minha mãe antes mesmo de você escrever este post, ahuahauha... Só porque eu queria amassar eles quando voltasse para casa. Beijos!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Vane,

    Verdade: pena de morte é bizarro.

    Com o horário de verão acabamos nos acostumando sim.

    Já fiz mais um comentário lá no "Bonitas e bacanas". Quem sabe eu ganho??
    ____

    Gê,

    Eu concordo com você: é quase um suicídio, né? Porque se sabe da chance de acontecer algo muito grave.
    ____

    Amorinha,

    Sim, infelizmente é assim. As piadas até já voltaram, né?

    Menina, nem parece que é só 1h! Porque nosso corpo soooofre... rsrs
    ____

    Talita,

    Esse seu comentário influenciado pela sua filha me lembrou de duas situações minhas com crianças e seu horários. A primeira com meu irmão mais novo que dormia suuuuper-tarde não conseguindo ninguém acompanhá-lo! Aí ele ficava sozinho até 2, 3h da manhã assistindo Cartoon Network! A segunda com meus sobrinhos do Maranhão que, ao contrário dormem super-cedo; mas acordam idem! Aí já viu: sol às 5h? às 5h30 eles estão acordados! hahaha
    _____

    Ellen,

    Eu vou postar hoje mais fotos, inclusive com eles já de olhinhos abertos! Fala pra sua mãe que você quer muito, muito, muito um! rsrs
    ____

    Beijocas e boa semana, gurias.

    ResponderExcluir
  7. A respeito do gémeo preso...
    Sabia-se que um assassinato tinha sido cometido por um de dois gémeos.
    À falta de provas, optou-se por encerrar os dois em celas diferentes até algum deles confessar.
    Como nenhum confesseva ou incriminva o outro, o mistério só se resolveu cerca de um ano depois quando um dos gémeos começou a engordar, tendo sido libertado imediatamente.
    Porquê???
    Porque toda a gente sabe que "o que não mata, engorda".

    Continuando com a comédia...
    Aposto que no próximo ano só os masoquistas é que vão ver o GP do Brasil ou será que aguentam mais um decepção nas últimas voltas?
    Como diria o Coronel Kurtz: "o horror... o horror"

    ResponderExcluir
  8. Luís,

    Sobre a piada, podemos analisar a semântica... mas ela é tão sem-graça q não teve como não rir! rsrs

    Eu sou meio masoquista. Não lembra??

    Beijocas.

    ResponderExcluir