24 junho 2010

Amigas ou inimigas?


(O post é meio longo, já previno!)

Há umas duas semanas saí com a tia Eliana. Ela é a irmã mais nova da minha mãe, tem 49 anos, é divorciada, mãe de 3 filhos, avó de 4 crianças, muito bonita, inteligente e engraçada.

Ela acabou convidando uma das ex-cuidadoras da minha avó, que tem 37 anos - o que me deixou surpresa de descobrir, porque sempre achei que ela tivesse mais de 40 - e com quem eu nunca tinha saído antes.

Nem minha tia.

E com quem provavelmente nunca mais sairemos.

Desde o começo as duas ficaram trocando farpas, principalmente da "moça" para minha tia. "Nossa, eu achei que você tivesse mais de 50!". "Uma amiga minha disse que você parece a mais velha de todas as irmãs!". Você tá toda no brilho hoje, a 'fulana' disse que brilho é coisa de velha". "Sempre que eu saio algum cara paga tudo pra mim, não preciso sair com dinheiro"... Acabou até sobrando pra mim: "Você não bebe e nem fuma?! Coitada... o que você aproveita então?".

E por aí foi.

Repensando isso hoje, e lembrando algumas coisas que já passei, como ter tido uma cópia perfeita da personagem vilaníssima da Letícia Sabatella em Caminho das Índias na minha vida , fiquei tentando entender porque tantas mulheres se fazem inimigas de outras mulheres.

Sou do tipo que tem amigos homens. Meu ex-marido dizia que só gay é amigo de mulher, que heterossexual sempre ia querer alguma coisa. Eu diria que em muitos casos pode rolar um climinha, mas não é regra e meninos podem ser muito divertidos e "úteis" quando você tem dúvidas sobre coisas que só eles entendem como funciona. E tenho queridas amigas para quem desejo tudo que desejo pra mim mesma porque muita coisa a gente não tem como dividir com um homem, mas com mulheres...

É tão bom poder ter amiga pra quem contar TUDO - tudo mesmo! -, pedir conselhos, trocar opiniões sobre makes, roupas...

Mas tem gurias que fazem das supostas amigas concorrentes. Aos 15 anos tive uma "amiga" que teve coragem de me dizer que nunca era amiga de alguém mais bonita que ela. Acho que ela nem se tocou de que me chamou de feia... e isso que quem usava dentadura aos 17 anos era ela - não, gente, eu não usava dentadura aos 15 e nem uso agora aos 35!

E tem quem faça de outras gurias inimigas mesmo! Sei lá se é inveja, se é medo... Não entendo, de verdade!

Tem um email que rola por aí comparando a amizade masculina com a feminina e, mesmo sendo muito maldoso - e cômico por isso mesmo! - ele é verdadeiro. Muitas de nós mulheres parecem não querer amizade com outras do mesmo sexo. Ou não saber como tê-las e mantê-las.

Sinto muito por isso. Gosto dos meus amigos mas me sinto muito mais próxima das amigas que podem entender direitinho o que é uma cólica menstrual, TPM, sentir saudades daquele cara, não conseguir encontrar um corretivo que realmente disfarce as olheiras, falar da depiladora, daquele encontro especial...

Acho que, afinal, os homens têm razão quando dizem não conseguir nos entender. Nem eu entendo certas mulheres às vezes.

3 comentários:

  1. Já tive amigas assim mas ainda mantenho a fá na humanidade! rs
    Acho que mulheres que agem são extremamente inseguras e isso é digno de pena! ;D
    No ensino médio um dos meninos mais bonitos do colégio mandou recadinho pois queria ficar comigo, minha amiga, linda e loiro igual líder de torcida de de filme americano, disse: Ele quer ficar com você?! Não acredito, ele não quis ficar comigo.
    Imagine como fiquei feliz né?!


    Beijos gata

    ResponderExcluir
  2. Oi Carlinha,

    Ah, eu também sigo acreditando na bondade humana - tipo Anne Frank mesmo - e em boas amigas, porque as tenho!

    O melhor é nem pensar nas outras, mas é fox quando a gente pensa que alguém pode ser malvadinho com você por inveja, por insegurança ou sei lá mais o quê, né?

    Beijocas, bom dia.

    ResponderExcluir
  3. Concordo com a Mirian, as mulheres são muito inseguras.
    Mas acima disso, acredito que esta maldade vem da indole da pessoa, independente do sexo.
    Eu procuro me aproximar de pessoas que sinto que valem a pena, sejam homens ou mulheres. E existem muitos. :)
    Ei, tem selinho procê lá no meu blog! Beijos!

    ResponderExcluir