09 junho 2010

Vi (2): Billy Elliot


Um dos - poucos! - filmes que não me canso de ver! E outro inglês. Só que, se Bons Costumes mostra o pessoal elegante e rico, Billy Elliot (Billy Elliot, Inglaterra, 2000) retrata a classe mais baixa britânica, em uma família no interior do país.

Billy é o filho caçula que decide ser bailarino. Você deixaria seu filho ser bailarino? Pois é, muita gente ainda tem um preconceito gigante com isso e na casa de Billy não é diferente, ainda mais que ele vive com o pai e o irmão mineiros broncos e a avó esclerosada. Pra piorar, a professora dele decide inscrevê-lo em uma audição pra Royal Ballet School e o pai e o irmão do piá estão há meses em greve, passando por sérias dificuldades financeiras.

O filme é tão bonitinho e cheio de momentos tocantes que eu não conheço ninguém que não goste dele! O pai de Billy é o personagem que mais me emociona, por não entender de dança, não achar que é coisa muito masculina, mas se sacrificar para que o filho talentoso, tenha uma chance de construir um futuro diferente pra si.

Adoro! Super-recomendo!!

2 comentários: