16 dezembro 2010

31 dias de meme: Dia 16 - Um poema


Corridinho
(Adélia Prado)

O amor quer abraçar e não pode.
A multidão em volta,
com seus olhos cediços,
põe caco de vidro no muro
para o amor desistir.

O amor usa o correio,
o correio trapaceia,
a carta não chega,
o amor fica sem saber se é ou não é.

O amor pega o cavalo,
desembarca do trem,
chega na porta cansado
de tanto caminhar a pé.

Fala a palavra açucena,
pede água, bebe café,
dorme na sua presença,
chupa bala de hortelã.

Tudo manha, truque, engenho:
é descuidar, o amor te pega,
te come, te molha todo.
Mas água o amor não é.



3 comentários:

  1. Tô conhecendo, tardiamente, Adélia Prado. E tô adorando!

    ResponderExcluir
  2. You actually make it appear so easy along with your presentation but
    I to find this topic to be actually one thing that I think I'd by no means understand. It kind of feels too complicated and extremely wide for me. I am having a look forward for your next submit, I will attempt to get the dangle of it!

    My page; best way To get rid of static

    ResponderExcluir