10 maio 2009

Uma grande mulher 2: minha mãe

Dia das Mães, quero homenagear a minha mãe.

Tendo minha avó, recém-desencarnada, sido uma grande mulher, eu imagino que minha mãe aprendeu muito com ela. A vovó Aurora, a partir dos 40 anos, quando ficou viúva, criou seis filhos sozinha e minha mãe, nos últimos 11 anos, passou boa parte do tempo sozinha lidando com filhos também, já que meu pai normalmente trabalha fora de Foz.

Viver boa parte do tempo sozinha com os filhos fez com que muitas dores causadas por eles fossem vividas sozinhas, sem o companheiro para dividir. Sim, tinha o telefone e hoje tem ainda o outro telefone, o celular e a internet, mas quem já foi casada sabe que nada substitui aquela conversa na cama, antes de dormir, ou então, logo de manhãzinha.

Minha mãe é uma guerreira, é muito corajosa, é complacente, tem um coração gigante onde sempre cabe mais um filho postiço.

A Mãinha, que é como a chamamos - menos meu irmão mais novo que diz que isso é um jeito muito "baiano" de chamá-la - foi, e ainda é, meu modelo em muitas coisas: é uma mulher inteligente, culta e isso sempre nos foi passado. E ela é uma pessoa boníssima, uma espírita dedicada e foi quem me guiou sempre dentro do Espiritismo.

Eu sempre percebi que meus pais demonstram de forma diferente o amor deles pelos filhos: se meu pai é o que faz carinho, sempre foi o das brincadeiras - e assim é hoje com os netos - minha mãe é a que tem as preocupações práticas e toma as providências idem.

Mas nem tudo são flores na minha relação com minha mãe. Talvez porque tenhamos temperamentos muito parecidos. Daí não sou muito paciente com ela, temos discussões muito bestas e nem sempre nos entendemos.

No final da próxima semana ela estará de mudança para o Maranhão. Pediu licença do serviço e vai viver com meu pai. Eu confesso que a alegria por tê-los juntos é maior do que a dor da saudade que logo baterá - mas na qual tenho evitado de pensar. Sei que ela está dividida. Mas acredito ser o melhor pra ela.

Eu sei que não poderia ter uma mãe melhor. A educação que recebi, a importância do respeito ao próximo, a necessidade de ser tolerante, o valor do conhecimento... São os tesouros que levarei pra sempre na vida e que tenho recebido dela, como uma importante herança entregue ainda em vida.

Parabéns, Mãinha. Que Deus te abençoe sempre.

______________
Foto: mother and daughter by PB-HASS

3 comentários:

  1. Linda sua homenagem. Mãe deve ser amada sempre, homengeada, e ter carinho de sobra. parabéns a sua mãe. bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana querida!

    Parabéns à você e a sua mãe!! :D

    Beijocas e deliciosa semana.

    ResponderExcluir
  3. Tenho muito carinho por sua mãe, você sabe!
    Um grande beijo pra ela! E muita admiração!

    ResponderExcluir