Pular para o conteúdo principal

Existem homens que não sabem amar?

Qua, 27/05/09
por Martha Mendonça |

homemindo.JPGMinha amiga conheceu um cara bacana. Trocaram uns beijos e combinaram de se ver de novo. Foi ele quem ligou. “Quem disse que homem não telefona?”, comemorou. No sábado seguinte, ele a chamou para ir ao cinema. Topou na hora. Ele passaria em sua casa no fim da tarde e iriam juntos. Quando faltavam duas horas para o combinado, ele mandou um torpedo: “Estou num aniversário de família muito chato e louco pra te encontrar”. Ela se produziu mais ainda. Quando faltava meia hora, ele mandou outro SMS: “Vou sair daqui já já”. Então ela esperou. Passaram dez minutos da hora combinada. E depois mais dez. E meia hora. Ela ligou pro celular dele. Fora de área. Mandou um torpedo. Sem resposta. Abriu uma garrafa de vinho e esperou algum sinal de vida. Ou de morte - afinal, era só o que poderia explicar o sumiço. Nada. Ela esperou que ele ligasse, mas não não teve qualquer notícia. Uma semana depois, ele passou por ela pela rua, de bicicleta. Fingiu que não a viu.

Já não tenho dedos pra contar quantas histórias como estas eu já ouvi (embora esta tenha sido a mais bizarra). Algumas atribuem ao fato de que há mais mulheres solteiras do que homens disponveis: as regras de mercado, pouco oferta, grande demanda, valorizariam o “produto além da conta. Em outras palavras: os homens estariam “se achando”. Mas este e um dado falso. Segundo o IBGE, existe um número semelhante de pessoas sozinhas em ambos os gêneros. Então por que parece que as mulheres estão correndo atrás e os homens fugindo? Com certeza há muitas explicações. A de Steven Carter, o americano autor do best-seller Homens que não conseguem amar, é que simplesmente há homens com fobia ao compromisso. Ele diz mais: “Fobia a compromisso não tem a ver só com namoro ou casamento. Um homem com fobia a compromisso pode ter uma bela festa de casamento, comprar uma casa, ter filhos e nunca se comprometer realmente”. O livro já vendeu 4 milhões de exemplares em 27 países todo e agora está sendo lançado no Brasil pela editora Sextante. O que diz o livro:

COMEÇO DE CONVERSA

Mulheres se acham culpadas
Elas estão quase sempre dispostas a assumir a responsabilidade pelo fracasso nos seus relacionamentos. Todas as mulheres entrevistadas manifestaram a suspeita de que algo que elas fizeram ou disseram tenha afugentado os homens.

Você não é o problema
A mulher pode ser atenciosa, sexy, independente, carinhosa ou bem-sucedida. Mas esses homens não querem - e não sabem - se envolver intimamente com ninguém. Eles têm uma reação claustrofóbica quando estão em uma relação amorosa. Quanto mais próxima a mulher fica, piores as reações dele.

Não adianta tentar entender
A mesma situação é vista de forma completamente diferente por você e por ele. O que garante a sua segurança talvez seja exatamente o que o sufoca. Alguns gestos que você entende como amor ele interpreta como armadilha.

O QUE FAZER

Você deve ditar o ritmo da relação
Ainda que seja tentador deixar que ele a seduza e assuma o controle do namoro, você é quem deve ditar o ritmo da relação. É o único modo de evitar a típica armadilha do homem com fobia a compromisso. Ele quer um romance avassalador - rápido e intenso. Mas só os relacionamentos lentos e estáveis evoluem.

Entenda que seu amor não o modificará, mas sua independência, talvez sim
A mulher comum aprendeu que, se amar muito, um dia será recompensada por seus esforços por ter sido fiel, leal e compreensiva. Mas é a sua independência que permite que este tipo de homem respire.

Nada de brincar de casinha
Se vocês não são casados, não aja como se fossem. Não o habitue a tratá-lo como se ele fosse seu marido enquanto ele age feito visita.

Preste atenção ao que ele faz, não ao que ele diz
O homem com fobia a compromisso fala muito, mas suas ações não correspondem ao que ele diz. Faça disso o seu foco.

Expanda seus horizontes
Você não pode enterrar sua vida social achando que um dia ele assumirá o compromisso que você deseja. Nunca recuse um convite para bons programas - com ou sem ele. Se ele ficar com ciúmes não é problema seu.

Cuide de si própria
Nunca se esqueça de que a pessoa mais importante na sua vida é você mesma, hoje e sempre. Deixe que ele tome conta de si mesmo. Você tem suas necessidades, seu trabalho, seus amigos, sua família, suas prioridades, e deve estar sempre atenta a isso. Não permita que ele a seqüestre para um mundo onde você perca a noção de quem é aquela mulher pela qual ele se encantou inicialmente.

O QUE ELE FAZ QUANDO QUER CAIR FORA

Inversão
Ele vai fazer de tudo para que você tenha boas razões para terminar com ele. Às vezes é importante para o homem com fobia de compromisso ficar bem na fita.

Recuo estratégico
Reduzir bem aos poucos o ritmo dos encontros, telefonemas e contatos, até se apagarem completamente.

Puff. Sumiu.
Se você não reagir a nenhum dois itens acima, ele vai simplesmente figir que morreu. Como o cara que deixou minha amiga esperando.

Você acredita em “homem que tem fobia de compromisso”? Ou é mais um belo jeito de vender livros?

_____

Do maravilhoso blog: Mulher 7x7 (http://colunas.epoca.globo.com/mulher7por7)

Comentários

  1. Bem, eu num sei. Tô casada há mais de 15 anos. Então tô fora do mercado. Mas eu se fosse solteira hj, eu é quem não ia querer compromisso. rs

    bjinhos

    adorei o post.

    ResponderExcluir
  2. Oi Branca,

    Sorte sua não saber como é! Já passei por umas situações citadas aí, como a inversão, quando o namorado tentou fazer com que eu parecesse - e causasse - o fim da relação.

    Mas, sei não... acho que é bom ser solteira, mas não quero ser solteira pra sempre! rsrs

    Beijocas e boa semana.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe o que é um "scammer"?

Eu fico tanto tempo sem escrever que, quando volto, fico com vergonha, pode?
Em minha defesa quero dizer que andei muito ocupada e sem nada de interessante pra escrever e que ando visitando os blogs que curto mas NÃO CONSIGO comentar há semanas! Sempre dá erro.
Mas, vamos ao que me motivou voltar a escrever um post. E senta confortável porque a história é longa mas muito séria e importante de ser conhecida.
Vocês já ouviram falar em scammer ou scam?
Scam, traduzindo meia-boca do original inglês, é um golpe, trambique, cambalacho. Scammer é quem o pratica. Na internet os scams mais conhecidos são aqueles golpes que com certeza vocês já conhecem de receber um email dizendo que tem um dinheiro em um banco africano e que você foi escolhido pra ficar com aqueles milhões. Já não recebeu um desses emails?
Mas existe mais um tipo de scam que tem se alastrado e que eu conheci este final de semana, da forma mais dolorosa: quase sendo vítima dele. É o scam romântico.
Se por um lado eu me enverg…

As calcinhas no varal

Hoje lavei minha roupa e, ao estendê-la no varal, fiquei chocada com a "qualidade" de boa parte das calcinhas que ali estavam.

As mulheres que têm entre 30 e 35 anos provavelmente cresceram ouvindo suas mães dizerem para cuidar com a roupa de baixo que usa porque se desmaiar na rua todos verão a calcinha velha, o sutiã com alça encardida - nem é o tema do post, mas quero avisá-las que é verdade! Um ex-colega de faculdade, bombeiro, diz que sim, eles reparam, mesmo nos momentos mais complicados de socorro, se as "moçoilas" estão com calcinha feia! - e falarão que a dona da lingerie é uma porquinha!

Daí hoje, olhando as calcinhas no varal, eu fiquei pensando que ali estavam aquelas calcinhas que normalmente eu usaria só pra dormir. Mas eu não só durmo! Ou seja, eu saí com boa parte delas!!

"Analisando" o varal, lembrei de que eu sempre tentei ser caprichosa com o que vestia por baixo da roupa. Mesmo quando era casada tentava usar lingerie arrumadinha e depois,…

25 em 2013 - Livro 5: Sua resposta vale um bilhão

Eu sinto tanto só agora escrever sobre Sua resposta vale um bilhão que li em fevereiro! Principalmente porque vou deixar muita coisa bacana do livro de fora. Mas gostei tanto que, mesmo assim, vale a pena.
Minha história com o livro é longa. Sou apaixonada pelo filme Quem quer ser um milionário - sobre o qual comentei efusivamente aqui, há 4 anos. Naquela época eu já tinha me interessado pelo livro, primeiro do autor - um diplomata indiano - mesmo correndo o risco de me decepcionar com o filme depois de lê-lo.
Namorei o livro longamente até que encontrei na Estante Virtual - um site que reúne sebos do Brasil inteiro - no comecinho do ano. Paguei R$ 4- sim, quatro reais! - por uma edição praticamente nova.
Quanto à história, muita coisa é diferente do filme - e necessário, se pensarmos na impossibilidade de adaptar um livro inteiro pra 2h de película. Escrevendo isso, o que me vem à cabeça é que, na verdade, o filme é inspirado na idéia central, do menino pobre, criado no mundo e que ganh…