Pular para o conteúdo principal

Para derreter os corações mais insensíveis... - se é que tem alguém de coração insensível que passe por aqui!

A chimpanzé Anjana não se cansa de dar carinho à sua mais nova filhote adotiva, uma puma fêmea chamada Sierra. A primata, que vive em um centro de animais ameaçados, o The Institute of Greatly Endangered and Rare Species Preserve, na Carolina do Sul, Estados Unidos, é experiente em cuidar de “bebês” de outras espécies. Ela já se passou por mãe de uma dupla de tigres brancos, um leopardo e quatro leões– inclusive alimentando-os com o auxílio de uma mamadeira, tal como tem feito com Sierra.

Por sorte, a pequena puma, de apenas nove semanas, também está se dando muito bem com a nova mãe, que a cobre de abraços e não descuida de sua alimentação. “Anjana é uma grande assistente”, afirma o doutor Bhagavan Antle, diretor do centro.

(Mariana - do site do Globo Rural - clique aqui e veja a matéria original e mais fotos!)

Comentários

  1. Isso me lembrou um video de uma onça (ou leopardo nao sei mais) que subiu numa arvore pra matar uns macacos e viu um filhote, ai a onça (ja tinha matado os pais, uma pena), ficou cuidado do filhote, a coisa mais linda! Nao sei mais o video, mas deve ser facil de achar no youtube! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Querida amiga, que coisinha mais fofa essa puma e sua mamãe chimpanzé!

    Agora fofo mesmo foi o comentário que vc deixou no meu blog! Florbela Espanca??!! Ela é minha poetisa eleita!!!!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Ôooooo Que linda a Anjana!

    Sheila, não respondi ao seu comentário lá no meu blog porque estava viajando. Fui à Brasília e Goiânia por oito dias! Mini-férias! kkkk e fiquei sem computador todos esses dias. Eu deixei as postagens programadas.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. O calor do amor!
    E tem seres ditos racionais, que jogam seus filhos nas latas de lixos!
    Emocionou mesmo!
    Abç

    ResponderExcluir
  5. amar não escolhe definitivamente, saber amar é ter para dar sem nada esperar em troca e até no mundo animal, aliás é daí que vêm muitos dos exemplos de como amar a diferença, deveríamos aprender, saber amar assim é ser mais que humano, é ser sobretudo alma.

    ResponderExcluir
  6. Eu costumo passar por aqui, e já me chamaram de insensível algumas vezes...

    Mas fiquei pensando em como o tratamento primata pode afetar o comportamento futuro dos felinos...

    ResponderExcluir
  7. Lanny,

    A história não me é estranha, que lindinha!Vou procurar no Youtube!
    ___

    Branca,

    Ah, menina, é verdade, é bem Florbela o que você escreveu!!
    ___

    Que legal, Sandra!

    Viajar é sempre bom, né? Espero que tenha aproveitado horrores!!
    ___

    Pois é, Márcio,

    É aquela coisa de ficar pensando quem são os racionais...
    ___

    Druida,

    Pois lindo o que você disse. Concordo plenamente: saber amar é ser sobretudo alma :)
    ___

    Pedro,

    Tinha que ser você a fazer este comentário... rsrs
    ___

    Beijocas e delicioso fds pra vocês.

    ResponderExcluir
  8. Amiga, estava lendo e relendo meu blog e ontem peguei a Biblia e li um salmo confortante, daí relendo os seus comentários eu descobri algo que vc me escreveu e disse que não sabia em que parte da Biblia estava e eu encontrei, é no salmo 30: " o choro pode persistir uma noite inteira, mas no amanhecer irrompe a alegria".

    Bom findi pra ti!
    Bjus

    ResponderExcluir
  9. Muito bonito! A foto já emociona. Saber do cuidado dela para com o felino, faz refletir
    sobre como somos, de como sentimos a Vida, apesar de RACIONAIS...
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  10. Cris querida,

    Atrasada eu, né? Perdão!!

    É o Salmo 30 então? Bom saber, obrigada :)
    ____

    Oi MZ,

    Lindinho mesmo, né? Me encantei à primeira vista.

    Obrigada você!
    ____

    Beijocas.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe o que é um "scammer"?

Eu fico tanto tempo sem escrever que, quando volto, fico com vergonha, pode?
Em minha defesa quero dizer que andei muito ocupada e sem nada de interessante pra escrever e que ando visitando os blogs que curto mas NÃO CONSIGO comentar há semanas! Sempre dá erro.
Mas, vamos ao que me motivou voltar a escrever um post. E senta confortável porque a história é longa mas muito séria e importante de ser conhecida.
Vocês já ouviram falar em scammer ou scam?
Scam, traduzindo meia-boca do original inglês, é um golpe, trambique, cambalacho. Scammer é quem o pratica. Na internet os scams mais conhecidos são aqueles golpes que com certeza vocês já conhecem de receber um email dizendo que tem um dinheiro em um banco africano e que você foi escolhido pra ficar com aqueles milhões. Já não recebeu um desses emails?
Mas existe mais um tipo de scam que tem se alastrado e que eu conheci este final de semana, da forma mais dolorosa: quase sendo vítima dele. É o scam romântico.
Se por um lado eu me enverg…

As calcinhas no varal

Hoje lavei minha roupa e, ao estendê-la no varal, fiquei chocada com a "qualidade" de boa parte das calcinhas que ali estavam.

As mulheres que têm entre 30 e 35 anos provavelmente cresceram ouvindo suas mães dizerem para cuidar com a roupa de baixo que usa porque se desmaiar na rua todos verão a calcinha velha, o sutiã com alça encardida - nem é o tema do post, mas quero avisá-las que é verdade! Um ex-colega de faculdade, bombeiro, diz que sim, eles reparam, mesmo nos momentos mais complicados de socorro, se as "moçoilas" estão com calcinha feia! - e falarão que a dona da lingerie é uma porquinha!

Daí hoje, olhando as calcinhas no varal, eu fiquei pensando que ali estavam aquelas calcinhas que normalmente eu usaria só pra dormir. Mas eu não só durmo! Ou seja, eu saí com boa parte delas!!

"Analisando" o varal, lembrei de que eu sempre tentei ser caprichosa com o que vestia por baixo da roupa. Mesmo quando era casada tentava usar lingerie arrumadinha e depois,…

25 em 2013 - Livro 5: Sua resposta vale um bilhão

Eu sinto tanto só agora escrever sobre Sua resposta vale um bilhão que li em fevereiro! Principalmente porque vou deixar muita coisa bacana do livro de fora. Mas gostei tanto que, mesmo assim, vale a pena.
Minha história com o livro é longa. Sou apaixonada pelo filme Quem quer ser um milionário - sobre o qual comentei efusivamente aqui, há 4 anos. Naquela época eu já tinha me interessado pelo livro, primeiro do autor - um diplomata indiano - mesmo correndo o risco de me decepcionar com o filme depois de lê-lo.
Namorei o livro longamente até que encontrei na Estante Virtual - um site que reúne sebos do Brasil inteiro - no comecinho do ano. Paguei R$ 4- sim, quatro reais! - por uma edição praticamente nova.
Quanto à história, muita coisa é diferente do filme - e necessário, se pensarmos na impossibilidade de adaptar um livro inteiro pra 2h de película. Escrevendo isso, o que me vem à cabeça é que, na verdade, o filme é inspirado na idéia central, do menino pobre, criado no mundo e que ganh…