26 janeiro 2010

Vi: Sherlock Holmes


Domingo fui ao cinema ver Sherlock Holmes (EUA, Austrália, Reino Unido, 2009). Adorei!

Não sou muito fã de filmes de ação/aventura mas, vez ou outra, eu vejo uns que me empolgam - vide Homem Aranha 2 e outros dos quais não me lembro agora. Sherlock Holmes entrou para esse clubinho seleto.

A personagem surgiu nos livros de Sir Arthur Connan Doyle na segunda metade do século XIX. Nunca o li, tendo chegado o mais perto dele, ou de seus métodos, através do Hercule Poirot de Agatha Christie. Bom, acompanhando Holmes, está o Dr. Watson - quem nunca ouviu o "elementar, meu caro Watson!"?? -, amigo e fiel escudeiro.

No filme - que deixa bem claro estar aberto a continuações - Holmes (Robert Downey Jr) e Watson (Jude Law), no que seria seu último caso juntos, resolvem um mistério com mortes de mocinhas inocentes e mandam para a forca Lord Blachwood. Mas, qual não é a surpresa, quando o vilão ressuscita e novos crimes envolvidos com ele começam a acontecer.

O filme é super-ágil - eu diria que é marca do Guy Ritchie, mas nunca consegui ver um filme dele inteiro porque os acho muito violentos -, tem uma fotografia soturna bem apropriada ao que era Londres na época, uma trilha sonora muito gostosinha e... dois protagonistas de babar! E cada um merece um parágrafo:

Robert Downey Jr, que era ídolo quando eu virava mocinha, tinha tudo, TUDO, pra ser um ator incrível no final dos anos 80. Não era bonito - no padrão de beleza vigente, pelo menos - mas era talentoso, muito! Em filmes como Abaixo de Zero e Chaplin - concorreu a Oscar por este - ele deixou todo mundo empolgado. Mas aí afundou nas drogas, foi preso e condenado não sei quantas vezes, com juízes falando que temiam que ele não sobrevivesse se continuasse se auto-destruindo. E aí foram no ostracismo. Em meados dos anos 2000 ele reapareceu, fez um monte de filmes legais - o bobamente divertido Trovão Tropical é um dos meus preferidos: ele faz um ator australiano, super-premiado, que fica negro pra fazer um filme sobre o Vietnã -, virou protagonista de filmes de ação... E ganhou o Globo de Ouro deste ano por melhor atuação masculina em filme de ação ou comédia exatamente por Sherlock Holmes. Pra mim ele é a prova de que sempre há uma esperança das pessoas mudarem suas vidas, de "se mudarem".

Bom, e tem o Jude Law que é um homem que na vida real dá muita mancada amorosa - a última foi engravidar uma mulher com quem disse ter estado apenas uma vez.. - mas que é um ator tão bom! E lindo de viver - suspiros... rsrs

Mas voltando ao filme, é bem bacana, divertido, gostoso de ver. Recomendo :)

2 comentários:

  1. NOssa pra quem é chata pra escolher filmes na hora que a gente vai ao cinema,achei estranho ter gostado desse filme hehehehe.....mas nem me interessa em assistir........

    bkas amiga

    ps:to chato hoje né

    ResponderExcluir
  2. (jim)

    hahaha

    Eu sou chata mas meu gosto é bom. A gente sempre vê filme bom quando sou eu quem escolhe! Vai dizer que não!!

    Bjks.

    ResponderExcluir