31 janeiro 2010

O tal do "licença, por favor"

Eu sou uma pessoa chata. E também sou, muitas vezes, estúpida, grossa. São coisas que tento mudar em mim porque sei que não são legais; e que magoam as pessoas, principalmente as que mais amo.

Mas tem uma coisa que eu sou, em gigante parte do tempo: eu uso sempre as palavrinhas mágicas! Já falei disso em um post anterior e hoje eu queria contar umas coisas que me aconteceram e que acabaram me incomodando o suficiente pra escrever sobre o assunto.

Vou começar pela gota d'água: tô eu hoje adiantando uma comprinha antes do meu irmão chegar pra almoçar comigo no restaurante do mercado. Uma funcionária de lá bloqueava um lado da prateleira das rações de gatos e aí dei a volta e fui escolher um pacote. Lá é um lado bem bagunçado do mercado, com tudo meio amontoado, um espaço bem apertado. Mas tô lá eu, olhando os preços - coisinha cara que é ração de gato! - quando a moça que me fez dar a volta para não incomodá-la, simplesmente passa praticamente me empurrando pro lado da prateleira. E, o que realmente me irritou, sem um simplezinho "licença" que fosse!

O mais fox é que em uma outra ocasião, quando meu irmão mais velho tava aqui no começo do mês, fomos ao mesmo mercado e, umas três vezes em menos de 1h, aconteceu a mesma coisa: pessoas passando na minha frente, pessoas passando espremidas perto de mim, pessoas cortando caminho pelo caixa que eu estava... sem um "licencinha" sequer! Um dos casos: uma guriazinha de uns 10 anos passou assim e, quando veio voltando, eu, propositadamente, ocupei todo o espaço do caixa. E vocês acreditam que ela não pediu licença?? Tentou passar se espremendo!! Aí eu falei, com cara feia, "conhece alguma palavrinha mágica?". A guria me olhou com cara surpresa e eu mesma respondi: "dá licença, por favor." Não, ela não repetiu o que eu acabara de falar; ainda me olhou com cara de surpresa e aí eu tive que sair de qualquer jeito.

Ah, gente, o que acontece?? Como uma expressãozinha tão "boba" anda esquecida? Será que é só por onde ando? Será que é local isso?

Umas amigas da minha Casa Espírita foram há alguns anos pra Paris e contaram que acharam graça do modo como os franceses andavam trombando nas pessoas nas ruas, mas sempre dizendo um "pardon". Eu preciso o "pardon trombado" do que o espremido sem um "licença" que seja!

Tenho amigos que riem quando chamo essas palavrinhas de mágicas, porque parece coisa de criança, mas elas realmente são mágicas porque fazem você desculpar o empurrão. Eu sou dona de pisar em pés alheios nos ônibus, por exemplo, ou esbarrar nas pessoas; mas juro que nunca encontrei uma cara feia depois que me virei pra pessoa e pedi desculpas! Nunca! E não consigo ficar brava também com quem diz uma palavra gentil depois de um pequeno acidente.

Todo mundo gosta de educação. De receber gentileza - o tal do gentileza gera gentileza... Por que não nos policiarmos e fazermos uso dela?

Então, pessoal, cultivem o hábito de dizer sempre, não só o "licença", mas também "por favor", "obrigada", "bom dia", "boa tarde", "boa noite"... E ensinem isso aos filhos, aos sobrinhos, os irmãos mais novos - e os mais velhos também, por que não? ... Puxem a orelha dos amigos com quem têm liberdade... É tão simplesinho. Custa tão pouco. E faz tanto!

E se um dia eu pisar na bola, me chamem a atenção também, por favor :)

___
Ilustração: www.cruzadadomenor.org.br

6 comentários:

  1. Nossa, Sheila, nem me fala.... Supermercado em véspera de feriado é um exemplo de lugar de onde se deve fugir correndo...

    É um gesto tão pequeno e gera um efeito tão grande, né, pedir licença! Gentileza gera gentileza...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Sheila, também chamo essas palavrinhas de mágicas e acredito que são mesmo.....
    E isso é a pura verdade GENTILEZA TEM QUE GERAR GENTILEZA!!!!!!!
    Temos sim que ser educados em qualquer situação, e um sorriso no rosto também muda muita coisa!
    Bjus e linda semana!

    ResponderExcluir
  3. O "pardon" que eu uso no metro e no RER é mais um "sai da frente" do que outra coisa.
    Mas uma coisa é certa.
    Resulta melhor do que tentar placar as 127 mil pessoas que encontro entre o lugar aonde viajo compactado e a porta.

    ResponderExcluir
  4. Oi Lu,

    Gesto pequeno mas, infelizmente, esquecido, né?
    ____

    Cris,

    O sorriso no rosto muda tudo! Ainda mais associado às tais palavrinhas... :)
    ___

    Luís,

    O que é RER??
    ___

    Bjks e boa semana pra vocês.

    ResponderExcluir
  5. É a rede de transportes ferroviários que serve os arredores de Paris (http://pt.wikipedia.org/wiki/RER)

    ResponderExcluir
  6. Aaaaaahhhhnnn...

    Eu podia ter simplesmente ao Google procurar, né? rsrs

    Mudando de saco pra mala: LINDAS as fotos do Gui! Tô apaixonada!!

    Bjks.

    ResponderExcluir