13 março 2010

Caio Fernando Abreu (3)

"Eu me sinto às vezes tão frágil, queria me debruçar em alguém, em alguma coisa. Alguma segurança.

Invento estorinhas para mim mesmo, o tempo todo, me conformo, me dou força. Mas a sensação de estar sozinho não me larga. Algumas paranóias, mas nada de grave. O que incomoda é esta fragilidade, essa aceitação, esse contentar-se com quase nada. Estou todo sensível, as coisas me comovem."
 
(porque hoje eu queria muito o colo do homem amado)

6 comentários:

  1. Voce sabe de que livro eh este trecho? Muito bom!

    ResponderExcluir
  2. Guria, não sei porque já peguei fragmentado :S

    Tô louca atrás de pelo menos um livro dele!

    Bjks e lindo domingo.

    (a gente, praticamente, postou comentário uma no blog da outra ao mesmo tempo. rsrs)

    ResponderExcluir
  3. Ja li Morangos Mofados dele. faz muito tempo, mas lembro que gostei muito. Tb to louca pra ler mais livros dele.
    Olha, sobre o filtro, ele vem sem lacre no Pao de Açucar, entao testei um pouqinho no braço pra ver oleosidade e cheiro antes de comprar. Mas testa sim, vc , vc sabe, tem que usar filtro solar o ano todo mesmo. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. PS.:Eu detesto quando fico assim, nessa carencia. Pior que fico sempre. Não conta pra ninguem tah?

    bjos

    ResponderExcluir
  5. Lanny,

    Vou procurar os livros dele nos sebos daqui.

    Do protetor solar, vou procurar porque gostei de como ele parece ser.
    ____

    Branca,

    Podexá que seu segredo morrerá comigo! rsrs
    ____

    Beijocas e boa semana, gurias.

    ResponderExcluir