19 março 2010

Dança da solidão

Doença é uma coisa que me fragiliza duplamente e já falei disso aqui em algum post. Tô desde o começo da semana meio bichada, resfriada, ranhenta, febril, tossindo e, o que era rouquidão, hoje virou afonia.

E aí eu me senti mais só do que tenho me sentido ultimamente. E é disso que quero falar aqui há semanas mas achava pessoal demais. Bom, mas e daí? Vou abrir meu coração.

Tenho, de verdade, me sentido muito sozinha recentemente. Sabe quando tem gente em volta de você, tem gente com quem você conversa, tem gente com quem você ri, troca email e beija na boca, mas mesmo assim é só você?

Não posso culpar meus amigos por isso porque cada um tem a sua vida. Sinto muita falta de uma amiga amada que até hoje não entendo porque se afastou. Ou talvez eu não entenda mas saiba porquê. A outra amiga amada tem seu trabalho, tem seu namorado. E outra está em vias de mudança de cidade. E outro nem tá morando em Foz!

Sinto falta de ouvir vozes queridas, sinto falta de abraço, sinto falta de atenção...

Sinto falta de um amor ao meu lado. Sinto falta de dormir de conchinha, de fazer amor pela manhã, de conversa ao pé do ouvido e de andar de mão dada.

Sinto falta de cafuné de pai e mãe, de beijo de sobrinho.

Sinto uma falta gigante de ser cuidada, principalmente em um dia como hoje. Queria ter alguém que resolvesse tudo que eu tive que resolver, e que também me mimasse um pouquinho.

Sinto falta de alguém enxugando as centenas de lágrimas que venho derramando ao longo do dia.

Sinto falta de ser importante de verdade pra alguém.

E o que mais me entristece é pensar que eu só tenho 34 anos e já me sinto assim...

(desculpem o desabafo, mas eu precisava fazê-lo)

____
Foto: Loneliness by H1lle

7 comentários:

  1. Ai querida, comovida , e se ajuda me sentindo da mesma maneira.
    Amiga, força na peruca, é o que tenho me repetido, brega, né?
    Mas é o que encontrei pra pelo menos rir desse sentimento que dói muito!
    Bjus e bom findi!

    ResponderExcluir
  2. Cris querida,

    Não ajuda saber que você também se sente só porque a gente nunca quer os que gostamos tristes, né?

    Pode até ser brega, mas é isso mesmo, de ter forças e ir em frente. Acho que, de alguma forma, valerá a pena :)

    Hoje amanheci mentalmente melhor e fisicamente melhorando.

    Beijocas e lindo fds. E fica bem, tá?

    ResponderExcluir
  3. Oi Sheila!

    Passei só pra deixar um beijinho e um abraço para tentar enxugar pelo menos uma das "centenas de lágrimas".

    Todos nós temos esses momentos...faz parte da vida!

    Eu mesma não consigo mais escrever lá no meu blog! Ele está abandonado há três meses e 19 dias. Entro, leio as postagens de quem sigo e pronto...nem comento nem nada.

    Fiquei profundamente sentida com as tragédias que acometeram o planeta e seus habitantes de dezembro pra cá: terremotos, avalanches, crimes...nossa! Eu me coloco literalmente no lugar dessas pessoas e parece que começo a sentir tudo o que elas estão sentindo. Fico arrasada.

    Nao entendo comentar com algém: "Você soube do terremoto?" e a pessoa responder: "É eu ouvi alguma coisa na tv...mas menina, voce viu a cor do batom da Luciana ontem na novela?"

    !!!!!! Gente! tem gente sofrendo, morrendo e tem gente que não tá nem aí! Fico indignada!

    Quando eu "melhorar" voltarei ao blog.

    E quanto a essa sua fase...vai passar, por que tudo na vida passa! É só uma fase. Além do mais pessoas boas merecem coisas boas. E muitas coisas boas ainda virão para você! Acredite!

    Por falar em acreditar...Isa continua na luta dela. Continua estudando muito, se dedicando intensamente. Com fé em Deus ela conseguirá!

    E o show do A-ha hein? Acompanhei todos os seus relatos! Uma maravilha!

    Fica com Deus e bola pra frente!

    ResponderExcluir
  4. "Isso tambem passará". Nao sei onde li isso, mas sempre me conforta. Por enquanto, sinta-se abraçada virtualmente! ;) Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Sandra,

    Que saudade de você! Várias vezes pensei em te escrever, mas fiquei pensando que você queria o seu momento quietinha.

    Acho que tem gente que é bem insensível mesmo às tragédias que envolvem pessoas que parecem distantes, mas também já vi gente sendo insensível com a morte de colegas próximos... sei lá, não entendo.

    Sigo torcendo muito pela Isa, e torcendo pra que você volte logo pro blog. Você faz muita falta, viu?
    _____

    Lanny,

    Obrigada :)

    Eu conheço essa frase como uma conversa de Chico Xavier com Emmanuel, na verdade, um recado de Maria de Nazaré pro Chico, quando ele passava por uma fase bem negra.

    Passará sim, tá passando. Na verdade, é um sentimento meio permanente, mas que não me derruba diariamente só que na sexta-feira me pegou fragilizada e transbordou.

    Obrigada, de novo.
    ___

    Beijocas e linda semana, gurias.

    ResponderExcluir
  6. OH amiga do meu coração vc me fez lagrimar aqui,pq estou nessa mesma situação.Agora vc entende ontem que comentei com vc pq to meio depre,exatamente isso que vc escreveu.Mas Sheilinda não fica assim logo logo a gente sai da lama e encontra alguem que realmente nos vai querer de verdade,e vc sabe sua alegria eh a minha tb

    bjoss no coração amiga

    ps:so agora deu pra entrar no seu blog pq minha conexao ta muito ruim

    ResponderExcluir
  7. Mas Wissam, eu falei de solidão geral, não de namorado e tals. Não só disso, pelo menos.

    ResponderExcluir