03 junho 2009

Das dores

Há pouco mais de um ano meu ex-namorado passou pelo drama de uma grave doença com sua filhinha. Graças a Deus tudo ficou bem e ela se curou!

Em uma conversa que tive com ele, logo no começo da doença, comentei como era triste a sensação de que, em meio de uma dor tão particular, parecia que, ao nosso redor - ao redor dele principalmente, que sofria infinitamente mais do que eu! - todos pareciam levar sua vida tão normalmente. Que quase me incomodava ver os sorrisos nos rostos, as pessoas saindo pra pagar contas, pra ir ao cinema, ao shopping... enquanto ele e sua família passavam por um sofrimento tão grande! Ele disse então que já tinha pensara nisso também.

Eu sei que o que senti ano passado era quase irracional porque não posso cobrar que o Universo sofra com as minhas dores ou a dos meus amados.

Isso passou pela minha cabeça hoje, pensando no acidente com o avião da Air France, na noite de domingo. A verdade é que não tem como ser diferente! Não tem um noticiário que eu veja e que não me comova. Não tem uma notícia na net sobre os familiares contando dos seus entes queridos que partiram que não me faça derramar alguma lágrima...

A vida da gente segue, mas não podemos, e nem devemos, nos tornar frios à dor alheia! Não tô falando de passar o dia em frente a tevê chorando ou angustiado, mas nos condoermos com essas famílias que passam por uma dor que poucos de nós pode dizer que sabe como é.

Então, fica aqui a sugestão: ao vermos ou ouvirmos alguma coisa sobre o acidente, que tal pedirmos a Deus que console os corações aflitos dos que ficaram e guarde os que partiram? Eu falo dentro da religião que sigo, mas Deus é o mesmo pra todos e, independente da nossa crença, preces nunca são demais ou ruins!

Ah, pros ateus - sem citar nomes... rsrs - simplesmente pensem em algo positivo direcionado a essas pessoas :)

Tão fácil pra qualquer um de nós fazer isso, não acham?

_____
Foto: paper plane by *quelquechose

3 comentários:

  1. eu penso o seguinte: nao podemos evitar algumas coisas e tbem nao dá pra sofrer por todas as pessoas do mundo. Mas devemos fazer o diferencial. Ontem eu estava reclamando do chaminé do vizinho que joga toda a fumaça na nossa casa, no msm momento estavam dando a notícia do acidente na tv. Aí meu marido disse: o q é o nosso encomodo poerto de toda a dor q essas famílias estao sentindo?!!! Passei a adorar a fumaça do vizinho na minha cara, pelo menos estou viva pra sentir essa sensaçao

    bjks

    ResponderExcluir
  2. Eu não tenho palavras, tb estou emocionada, chocada e triste com toda essa história.
    Temos mesmo que nos direcionar para Deus e pedir consolo aos familiares e que os noticiares não fiquem explorando tanto essa tragédia, poupando seus familiares!!


    Hoje foi minha entrevista no dona perfeitinha!!!
    veja lá!! beijão

    ResponderExcluir
  3. Vivi,

    Q bacana isso que você escreveu! É verdade! Acho que situações como essa do acidente nos faz valorizar algumas coisinhas simples da vida... e desvalorizar outras não tão importantes.

    _____
    BarbieGirl,

    É verdade, só podemos nos unir em pensamento a Deus e pedir por todos!

    Opa, sua entrevista!? Vou lá ler!

    ______

    Beijocas nas duas.

    ResponderExcluir