15 dezembro 2009

"Fala-nos do amor"


Vocês conhecem Khalil Gibran? Ele foi um pintor e escritor libanês nascido no final do século XIX e que ficou muito conhecido por alguns livros publicados, principalmente O profeta.

Neste livro, um profeta, ao preparar-se para voltar para sua ilha natal, é inquirido pela população da cidade onde viveu por 12 anos a falar de algumas coisas. Mustafá fala da beleza, do tempo, das leis, dos filhos... e fala do amor. Comprei o livro domingo por R$ 9 - uma edição da L&PM Pocket - e quero dividir com vocês o que o profeta fala do amor por ser lindíssimo!

"Disse, então, Almitra: Fala-nos do Amor.

E ele levantou a cabeça e olhou para as pessoas, e o silêncio caiu sobre eles. E com uma voz poderosa ele disse:

Quando o amor vos chamar, segui-o.

Apesar do seu caminho ser duro e íngreme.

E quando suas asas vos envolverem, abraçai-o.

Apesar da espada escondida entre suas penas poder ferir-vos.

E quando ele falar convosco, acreditai nele,

Apesar de sua voz poder esfacelar vossos sonhos como o vento norte arruína o jardim.

Pois mesmo quando o amor vos coroa, eles vos crucifica. Mesmo sendo para o vosso crescimento, ele também vos poda.

Mesmo quando ele chega à vossa altura e acaricia vossos ramos mais tenros que tremem ao sol,

Ele também desce até vossas raízes e abala a vossa ligação com a terra.

Como feixes de milho, ele nos une a si próprio.

Ele vos ceifa para desnudar-vos.

Ele retira vossas espigas.

Ele vos mói até ficardes brancos.

Ele vos amassa até ficardes moldáveis;

E depois ele vos designa ao seu fogo sagrado, para que vós vos torneis o pão sagrado do sagrado festim de Deus.

Todas estas coisas o amor dará convosco até que conheçais os segredos dos vossos corações, e através deste conhecimento, vos torneis fragmentos do coração da Vida.

Mas se, por medo, buscardes apenas a paz do amor e o prazer do amor,

É melhor que cubrais a vossa nudez e que passeis da eira do amor

Para o mundo sem estações, onde rireis, mas não todo o vosso riso, e chorareis, mas não todas as vossas lágrimas.

O amor não dá nada além de si mesmo e não toma nada além de si mesmo.

O amor não possui nem é possuído;

Pois o amor é suficiente ao amor.

Quando vós amais, não deveis dizer: 'Deus está no meu coração', mas sim 'Estou no coração de Deus'.

E não pensai que podeis dirigir o curso do amor, pois o amor, se achar que mereceis, dirige o vosso curso.

O amor não tem outro desejo além de satisfazer a si mesmo.

Mas se vós amais e precisais ter desejos, que sejam estes os vossos desejos:

Derreter e ser como um riacho que corre e canta sua melodia para a noite.

Conhecer a dor do carinho demasiado.

Ser ferido pela vossa própria compreensão do amor;

Acordar ao amanhecer com o coração leve e agradecer por mais um dia de amor;

Descansar ao meio-dia e meditar sobre o êxtase do amor;

Voltar para casa ao entardecer com gratidão;

E então dormir com uma prece ao bem-amado em vosso coração e uma canção de louvor em vossos lábios."


Pois é, tem que ter muita coragem pra amar! (rsrs) Mas vale a pena, não vale??

***
Sei que ando em falta, sei que querem saber da viagem... Minha desculpa de hoje é que desde sábado estou sem minha câmera. Quero ilustrar os posts com minhas fotos que não baixei ainda. Farei isso, no máximo no final de semana.

Apesar do meu ritmo de férias - ainda mais que tô trabalhando à noite! - devo postar em alguns dias mais até do que um post só e aí me redimo com vocês. rsrs

2 comentários:

  1. Oi Sheila!

    Estava sentindo sua falta!

    Lindas palavras estas. Não tenho nem o que comentar!
    Acho que usei uma ou mais frases de Khalil nos posts que fiz para Isa.

    Às vezes a gente se surpreende ao encontrar coisas tão preciosas que custam tão barato, não é?

    O primeiro cd que comprei de Ricardo Arjona foi assim! Eu estava em um supermercado e lá havia uma gôndola com vários cds em promoção. "Conheci" Ricardo assim...comprei o cd dele que estava custando R$ 5,00!!!! e isso foi há mais de 10 anos!!!! Eu fazia um cursinho de espanhol. Comprei um pra mim e outro igual para uma amiga que também fazia o mesmo cursinho.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Oi Sandra!

    Eu também sinto falta de postar, mesmo com preguiça. rsrs

    É que o valioso é algo relativo, né? Por que o cd do Ricardo Arjona tava ali por R$ 5? Porque foi considerado sem valor por alguns! E, sabe, que bom que é assim: aí nos cabe encontrar os - pequenos ou grandes - tesouros pelo nosso caminho :)

    E eu espero que você logo vá em um show dele aqui no Brasil!!

    Bjks.

    ResponderExcluir