Pular para o conteúdo principal

Gestos tão pequenos, coisas fáceis

Dia 17 de dezembro é minha colação de grau e hoje fui - espero! - pela última vez na fac, como acadêmica, pra protocolar a versão final, em capa dura - linda! - da monografia e fazer um pequeno agrado em duas pessoas: o "menino" responsável pela repografia na secretaria, o Osmar, e o "menino" responsável pelas fotocópias e afins no DCE, o Augusto.

Ontem fui no Paraguai e comprei latinhas daqueles biscoitos amanteigados dinamarqueses maravilhosos pra eles. O Augusto ficou mais emocionado - e até tirou cópia - do agradecimento que fiz à ele na monografia. O Osmar ficou tão surpreso com a lembrança que saiu da sua salinha e veio me dar um abraço beeeem forte e gostoso!

E era uma latinha de biscoito! Eu sei que não foi pelo presentinho e sim pelo gesto, e isso é uma das coisas mais gostosas de se presentear alguém - e daí ser tão frustrante não acertar! rsrs

Os meninos são os dois uns fofos! Me atenderam fora de horário - o Osmar -, fizeram muito fiado - o Augusto -, e sempre foram muito, muito gentis! Hoje, quando disse ao Osmar que era um agradecimento por ele ter sido sempre tão gentil, ele me disse: "mas eu digo 'não' também", e eu disse que pra mim ele nunca falou "não".

Eu tenho consciência que nunca me negou nada porque sempre passei por ele e o cumprimentei, porque sempre sorri ao vê-lo, porque sempre usei as palavrinhas mágicas "por favor" e "obrigada". Infelizmente nem sempre estou com o sorriso ou sou gentil, mas ver como isso funciona, é um estímulo pra ser sempre "querida".

***

E amanhã de madrugada viajo pra Buenos Aires de carro com amigos. Olha, foi um pequeno parto pra tudo dar certo: primeiro chefe ameaçando não me dar as folgas necessárias - isso porque eu até tenho "folga em haver". Depois amiga que ia trabalhar pra mim no dia que o chefe não deu folga - amanhã - dizendo que não poderia trabalhar mais. E ontem a amiga que ficaria lá em casa dizendo que não tem certeza que poderá ficar - alô! não tenho como viajar na incerteza!
Daí o chefe acabou me dando umas folgas. Resolvi o problema de amanhã fazendo uma troca tripla - complicado pra explicar, só vou dizer que terá gente trabalhando no meu lugar. E de ficar alguém em casa, pedi pra amiga que não poderá trabalhar amanhã ir lá em casa todos os dias, umas duas vezes, ver como está a bicharada e a casa. E agora é rezar pra que tudo dê certo e nada de errado aconteça - se Deus quiser, não acontecerá :)

Bom, mas falei da viagem por dois motivos: pra contar que estarei em terras "hermanas" nos próximos cinco dias - e provavelmente ficarei longe do blog esses dias -, e pra dizer que, no final, tudo termina bem, mesmo que não seja como a gente deseja e espera :)

***

E último mesmo: a Mãinha tá chegando domingo com meu irmão mais novo. Ela virá se consultar com seus médicos, ver se está tudo bem mesmo e passar as Festas conosco.

***

Por final da fac, pela viagem, pela minha mãe chegando... eu tô muito, muito feliz!!

(Pra quem não identificou, o título do post é um pedaço da música Coisas Fáceis, cantada pela Luciana Mello e composta pelo irmão dela, Jair de Oliveira - que pra mim vai ser sempre o Jairzinho do Balão Mágico! rsrs)

Comentários

  1. Eh mesmo, gestos pequenos muitas vezes sao tao grandes para algumas pessoas, ainda mais se sao assim, sem interesse, so pra dizer que vc se importa. Ps: o jairzinho ja eh pai, menina!! pra mim eh estranho ver ele grande! :)

    ResponderExcluir
  2. Sheila, mais uma coincidência postei sobre o balão mágico ontem, rsrsrsrs
    Amiga, boa viagem, descanse , divirta-se, passeie muito.....
    Pequenos e gentis gestos são tudo , isso é delicadeza, educação, e faz um bem enorme a quem recebe e a quem faz!
    Bjus, e que bom family reunida nas festas, hein!

    ResponderExcluir
  3. Sheila,

    Faço coro com a Cristiane!

    Eu ia te dizer exatamente o que ela te disse! kkkkkkkkkkkkkkkk

    Então para não ser repetitiva...

    Desejo uma ótima viagem! Vá e volte em paz!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Tenha uma maravilhosa viagem, divirta-se, descanse, tire fotos e viva intensamente cada momento. Que Deus te acompanhe!!

    beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi!

    Aproveita bastante Sheila, e divirta-se mto, vc merece!!!

    Vai ficar td bem! E vc vai voltar c/ mtas histórias boas p/ contar!!!

    E não esquece meu alfajor!!!...hahaha :)

    bjo

    ResponderExcluir
  6. (de volta pra casa!)

    Oi Lanny,

    Eu acho esqusito ver ele casado com aquele mulherão que é a Tânia Khalil! rsrs
    ___

    Cris, Sandra e Cíntia,


    O que vocês desejaram eu recebi:)

    Eu aproveitei mooooito a viagem e contarei nos próximos posts! Amei tudo - bom, ou quase tudo! rsrs
    _____

    Rubens,

    Acredita que nem comi alfajor por lá?! É que, morando bem na fronteira, couro, alfajor, azeite e torrone, tem aqui tão facinho!

    Mas temos que ver um jeito de você receber alfajores aí! rsrs
    ____

    Beijocas e logo conto tudo pra vocês!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe o que é um "scammer"?

Eu fico tanto tempo sem escrever que, quando volto, fico com vergonha, pode?
Em minha defesa quero dizer que andei muito ocupada e sem nada de interessante pra escrever e que ando visitando os blogs que curto mas NÃO CONSIGO comentar há semanas! Sempre dá erro.
Mas, vamos ao que me motivou voltar a escrever um post. E senta confortável porque a história é longa mas muito séria e importante de ser conhecida.
Vocês já ouviram falar em scammer ou scam?
Scam, traduzindo meia-boca do original inglês, é um golpe, trambique, cambalacho. Scammer é quem o pratica. Na internet os scams mais conhecidos são aqueles golpes que com certeza vocês já conhecem de receber um email dizendo que tem um dinheiro em um banco africano e que você foi escolhido pra ficar com aqueles milhões. Já não recebeu um desses emails?
Mas existe mais um tipo de scam que tem se alastrado e que eu conheci este final de semana, da forma mais dolorosa: quase sendo vítima dele. É o scam romântico.
Se por um lado eu me enverg…

As calcinhas no varal

Hoje lavei minha roupa e, ao estendê-la no varal, fiquei chocada com a "qualidade" de boa parte das calcinhas que ali estavam.

As mulheres que têm entre 30 e 35 anos provavelmente cresceram ouvindo suas mães dizerem para cuidar com a roupa de baixo que usa porque se desmaiar na rua todos verão a calcinha velha, o sutiã com alça encardida - nem é o tema do post, mas quero avisá-las que é verdade! Um ex-colega de faculdade, bombeiro, diz que sim, eles reparam, mesmo nos momentos mais complicados de socorro, se as "moçoilas" estão com calcinha feia! - e falarão que a dona da lingerie é uma porquinha!

Daí hoje, olhando as calcinhas no varal, eu fiquei pensando que ali estavam aquelas calcinhas que normalmente eu usaria só pra dormir. Mas eu não só durmo! Ou seja, eu saí com boa parte delas!!

"Analisando" o varal, lembrei de que eu sempre tentei ser caprichosa com o que vestia por baixo da roupa. Mesmo quando era casada tentava usar lingerie arrumadinha e depois,…

25 em 2013 - Livro 5: Sua resposta vale um bilhão

Eu sinto tanto só agora escrever sobre Sua resposta vale um bilhão que li em fevereiro! Principalmente porque vou deixar muita coisa bacana do livro de fora. Mas gostei tanto que, mesmo assim, vale a pena.
Minha história com o livro é longa. Sou apaixonada pelo filme Quem quer ser um milionário - sobre o qual comentei efusivamente aqui, há 4 anos. Naquela época eu já tinha me interessado pelo livro, primeiro do autor - um diplomata indiano - mesmo correndo o risco de me decepcionar com o filme depois de lê-lo.
Namorei o livro longamente até que encontrei na Estante Virtual - um site que reúne sebos do Brasil inteiro - no comecinho do ano. Paguei R$ 4- sim, quatro reais! - por uma edição praticamente nova.
Quanto à história, muita coisa é diferente do filme - e necessário, se pensarmos na impossibilidade de adaptar um livro inteiro pra 2h de película. Escrevendo isso, o que me vem à cabeça é que, na verdade, o filme é inspirado na idéia central, do menino pobre, criado no mundo e que ganh…