01 janeiro 2009

Fuçando no orkut...

Não sou de fuçar orkut alheio.

Na maioria das vezes é falta de curiosidade mesmo, mas o principal motivo é que, a curiosidade que me falta para "varrer" perfis e mais perfis, me sobra para querer saber quem anda pelo meu. Aí, o que acontece? Não desativo o meu "bina".

E graças a ele vejo quem anda pelo meu perfil: de vez em quando alguns desconhecidos, sempre um pessoal que vem deixar scrap... e, batendo cartão toda semana, dois ou três contatos que JAMAIS deixam recado mas passam ali pra dar uma olhada no que anda rolando.

Sinceramente, esses me incomodam infinitamente mais do que os desconhecidos que aparecem esporadicamente!

Meu orkut, até meia hora atrás tinha o scrapbook e os álbuns bloqueados. Bloqueei por diversos motivos, meus e até por pedidos de amigos, mas passei ontem o dia pensando que não tenho nada ali para esconder e, principalmente, os curiosos que me incomodam são "amigos".

Daí lembrei também de uma prima que, há alguns meses, depois de tentar ver o álbum de um amigo meu e descobri-lo bloqueado reclamou que orkut não podia ter nada bloqueado, porque se você está ali, é porque está acessível a ser visto, ué! E, de alguma forma, concordo com ela.

Minha vida não é um livro aberto. Nunca foi e provavelmente nunca será (e não acredito que a de NINGUÉM seja de verdade!). Mas o meu orkut contém as páginas do livro que podem ser lidas por todas, pelos curiosos de sempre, pelos ocasionais e pelos que nem sabem como chegaram lá!

Um comentário:

  1. O Pedro deixou um comentário que, sem querer, eu apaguei (ia apagar, pra corrigir, a minha resposta).

    Ele disse que achava orkut meio pessoal, como escova de dentes e elogiava o texto (meio arrogante colocar isso aqui! rsrs).

    Respondendo a ele:

    Acho orkut tão pessoal quanto permitimos. Escova de dentes, numa "emergência", a gente deixa o namorado usar. Obrigadíssima por gostar do texto :D

    E desculpa por ter apagado seu comentário!!!

    ResponderExcluir