Pular para o conteúdo principal

Manual da mulher resolvida

Recebi por email de uma amiga e achei engraçado. Alguns pontos são radicais, mas acredito concordar com a maioria.

Sugestão valiosíssima: não levem o post - e nem a si mesmos! - muito à sério ;)

Se ele se interessou, ele liga!
É isso mesmo! Quando o cara quer, não tem projeto importante, morte de tia ou trânsito maluco que o impeça de convidar você para sair.

Passou uma semana sem ouvir notícias dele?
Esquece, parte pra outra!
Ligar pra saber se está tudo bem, nem pensar! Homem perdido merece ser encontrado morto no apartamento e pelo zelador do prédio, porque os vizinhos não aguentam mais o fedor de carniça...

Vocês saíram e ele não ligou mais?
Foi porque você cedeu? Ou porque você não cedeu?
Na verdade, pouco importa. Se ele estava a fim de sexo e rolou, ótimo! Sexo é que nem pizza: bom até quando é ruim!
Mas se você não cedeu, ele provavelmente não procurou mais porque achou que ia dar muito trabalho...
Ou seja, pare de se atormentar porque transou ou não!!

Duas lições:
1ª) Dar uma de difícil depois de uma certa idade já era!!
2ª) Ridículo mesmo é fazer tipinho!!!
E, além do mais, você vai se arrepender de ter cedido e de não ter cedido...

Homens comprometidos: diga NÃO!
A relação dele está em crise? Péssimo!!
Só falta oficializar o fim? Ótimo!!
Se ele quiser continuar infeliz, dane-se! Senão, ele termina de uma vez e, depois, procura você; combinado?

Ouviu aquela clássica: "você é boa demais pra mim?"
Acredite, amiga, é mesmo!
Descarte o cidadão e pare de bancar a Madre Tereza de Calcutá!!

Não tente.
Não dá pra namorar um cara por quem você não tenha um mínimo de admiração.

Traição.
Não continue com um cara que chifrou você.
Você não vai aguentar a onda de ser traída de novo.
E olho vivo se ele já foi infiel com outras! A gente sempre acha que com a gente vai ser diferente... Esqueça! Nunca é!!

E, atenção: a fila anda!
Pior do que nunca achar o homem certo, é viver para sempre com o errado!

Nosso lema é:
O homem que não dá assistência, abre concorrência e perde a preferência!

(autora desconhecida)

_________
Foto: A woman in love by 'gilad

Comentários

  1. Adoorooo!!! esse texto é tudo. muita verdade, e concorência é o que não falta. bjs

    ResponderExcluir
  2. Talvez um tiquinho ácido demais... rsrs

    ResponderExcluir
  3. [chato]Pela quantidade de exclamações desse texto, parece que a autora, coitada, só deu azar no amor...

    Vejam bem, falo das exclamações, e não do conteúdo em si (até porque, algumas coisas são de serventia geral, e tem sua razão de ser). ;)

    Apenas penso que ela poderia ser menos radical e desesperada.

    E pergunto: quem ela anda(ou) sendo, para só atrair camarada que não presta, terminando por pensar desse jeito?

    Andou beijando príncipes e acordando com sapos...[/chato]

    En passant: Sheila, cometi acidentalmente uma indiscrição contigo, lá no meu blog. Desatento, ativei a opção de sempre moderar os comentários postados, e só agora que me dei conta disso... Desculpa!

    Beijão!

    P.s.1: a "chatisse" é só dessa vez, tá? Não batam em mim por favor... /o\

    P.s.2: e não levei o texto a sério... Eu acho... XD

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Servo,

    Entonces...Óbvio que alguém, para escrever um texto desses, não teve muita sorte no amor até que o escrevesse - e como prefiro tentar ver o lado bom de tudo: ela pelo menos aprendeu boas lições.

    Sabe que eu percebo ser muito mais comum do que pensamos as mulheres atraírem tranqueiras? Ontem falava sobre isso com uma amiga que é bem apessoada, boa pessoa... e só consegue encontrar "pajens" - nem são príncipes - que rapidíssimo viram sapos! Vai saber o segredo!

    É uma mulher que foi infeliz sim e, por isso, que tal dar um crédito a ela? (rsrs)

    Um dia escreverei sobre isso porque minha idéia de feminismo tem a ver com ser feminina, e não feminista...

    P.S.- Quanto ao seu blog, "pas de problème" ;)
    P.S.- Sim, acho que você levou o texto mais à sério do que deveria... rsrs

    ResponderExcluir
  5. Meu post ficou parecendo um desabafo. :)

    Mas é que mexem bastante comigo, textos que polarizam, ainda que no entrelinhas (ou de brincadeira), a relação homem mulher...

    Nunca acreditei que os erros, no campo da moral, aconteçam pelo simples fato de alguém ser mulher ou homem.

    Penso que a responsabilidade, nesses momentos, recai sobre a natureza do ser humano, sobre a sua essência, independente da roupagem que se veste.

    Acredito muito que no cerne desses problemas existe muita coisa esquecida, ou "varrida para debaixo do tapete", muita história mal resolvida.

    Daí, em algumas situações, por mais que alguém aparente ser bom, acabe atraindo quem não se encaixa bem conosco... Vai saber o que se passa na cabeça de cada um...

    En passant: por outro lado, não ficaria surpreso se descobrisse, que a autora seja alguém muito bem casada. Até porque, podemos aprender com os erros dos outros. ;)

    Big beijo e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  6. Servo,

    "Meu post ficou parecendo um desabafo."

    Seu comentário FOI um desabafo! (rsrs) Mas comentário é pra isso também. Acho que você falou o que muitos homens pensam. Aliás, mulheres também. Não curto polarizações, até porque acredito que qualquer radicalismo tem uma pitada - generosa, diga-se de passagem - de ignorância.

    Mulheres acertam e erram. Homens idem. Mulheres podem ser muito "tranqueiras". Homens idem. Mulheres podem se apaixonar o tempo inteiro pelo cara errado. Homens idem - pela mulher errada. Mulheres podem finalmente acertar. Homens idem! Ou seja, sexo não define caráter.

    Mas esse post não merece tanta discussão! É uma piada disfarçada.

    Quanto a ser escrito por uma mulher bem-casada, não duvido: a gente sempre tem as amigas menos afortunadas no amor - e em alguns casos, somos nós mesmas as tais amigas ;)

    Beijocas e bom domingo.

    ResponderExcluir
  7. Tainá,

    Obrigada, fico feliz que tenha gostado! :D

    Seu blog também é muito bacana, gostei do que você escreve!

    Beijocas e delicioso domingo pra você.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe o que é um "scammer"?

Eu fico tanto tempo sem escrever que, quando volto, fico com vergonha, pode?
Em minha defesa quero dizer que andei muito ocupada e sem nada de interessante pra escrever e que ando visitando os blogs que curto mas NÃO CONSIGO comentar há semanas! Sempre dá erro.
Mas, vamos ao que me motivou voltar a escrever um post. E senta confortável porque a história é longa mas muito séria e importante de ser conhecida.
Vocês já ouviram falar em scammer ou scam?
Scam, traduzindo meia-boca do original inglês, é um golpe, trambique, cambalacho. Scammer é quem o pratica. Na internet os scams mais conhecidos são aqueles golpes que com certeza vocês já conhecem de receber um email dizendo que tem um dinheiro em um banco africano e que você foi escolhido pra ficar com aqueles milhões. Já não recebeu um desses emails?
Mas existe mais um tipo de scam que tem se alastrado e que eu conheci este final de semana, da forma mais dolorosa: quase sendo vítima dele. É o scam romântico.
Se por um lado eu me enverg…

As calcinhas no varal

Hoje lavei minha roupa e, ao estendê-la no varal, fiquei chocada com a "qualidade" de boa parte das calcinhas que ali estavam.

As mulheres que têm entre 30 e 35 anos provavelmente cresceram ouvindo suas mães dizerem para cuidar com a roupa de baixo que usa porque se desmaiar na rua todos verão a calcinha velha, o sutiã com alça encardida - nem é o tema do post, mas quero avisá-las que é verdade! Um ex-colega de faculdade, bombeiro, diz que sim, eles reparam, mesmo nos momentos mais complicados de socorro, se as "moçoilas" estão com calcinha feia! - e falarão que a dona da lingerie é uma porquinha!

Daí hoje, olhando as calcinhas no varal, eu fiquei pensando que ali estavam aquelas calcinhas que normalmente eu usaria só pra dormir. Mas eu não só durmo! Ou seja, eu saí com boa parte delas!!

"Analisando" o varal, lembrei de que eu sempre tentei ser caprichosa com o que vestia por baixo da roupa. Mesmo quando era casada tentava usar lingerie arrumadinha e depois,…

25 em 2013 - Livro 5: Sua resposta vale um bilhão

Eu sinto tanto só agora escrever sobre Sua resposta vale um bilhão que li em fevereiro! Principalmente porque vou deixar muita coisa bacana do livro de fora. Mas gostei tanto que, mesmo assim, vale a pena.
Minha história com o livro é longa. Sou apaixonada pelo filme Quem quer ser um milionário - sobre o qual comentei efusivamente aqui, há 4 anos. Naquela época eu já tinha me interessado pelo livro, primeiro do autor - um diplomata indiano - mesmo correndo o risco de me decepcionar com o filme depois de lê-lo.
Namorei o livro longamente até que encontrei na Estante Virtual - um site que reúne sebos do Brasil inteiro - no comecinho do ano. Paguei R$ 4- sim, quatro reais! - por uma edição praticamente nova.
Quanto à história, muita coisa é diferente do filme - e necessário, se pensarmos na impossibilidade de adaptar um livro inteiro pra 2h de película. Escrevendo isso, o que me vem à cabeça é que, na verdade, o filme é inspirado na idéia central, do menino pobre, criado no mundo e que ganh…