17 dezembro 2008

E para você, o que é o amor?

Quando buscava a imagem para ilustrar o post anterior, me deparei com essa figura que escolhi e com o seguinte comentário e indagação da autora: "Amor incondicional é amor verdadeiro. E pra você, o que é o amor?"

Coloquei a figura do coração e fiquei pensando na pergunta...

Bom, amor incondicional pra mim é o verdadeiro (e daí vemos como, no duro, no duro, amamos poucas pessoas), mas não é assim que se define amor.

Aliás, amor não se define, amor se sente! Paulo Freire teria dito que "quem começa a entender o amor, a explicá-lo, a qualificá-lo e quantificá-lo, já não está amando". Pode até ser... Mas não concordo muito com ele. Talvez porque eu seja curiosa, porque eu queira entender porque amo e sou amada. Sei lá, pode ser insegurança, fraqueza pura... mas quero saber!

Amor pra mim é um monte de coisa junta: é respeito, é confiança, é carinho, é sexo gostoso, é beijo sempre apaixonado, é olhar encantado, é necessidade de sempre tocar o corpo do amado. Amor também é cumplicidade, é total sintonia de pensamentos, é chorar de saudade e rir de alegria junto a quem se ama. Amar ainda é acreditar, é arriscar, é saber que queda de qualquer altura pode ser fatal e, assim, escolher pular lá bem do alto! Amor é não ter medo de usar e atender por apelidos ridículos, é achar meigo ser chamada de qualquer "codinome" dado por quem nos ama. Amor é se achar linda ao se olhar no espelho depois de ser amada, mesmo com os quilinhos a mais, mesmo com os defeitinhos que você encontra e que o amado adora!

E muito mais do que isso também é amor!!

E muito menos do que isso, também pode ser descrito como amor por outros...

A única certeza, o ponto em que qualquer ser-humano concorda, é que todos buscamos amar e sermos amados de verdade e para sempre.

Ou será que você discorda?

___________________
Arte: Is this love?, by Forbidden

6 comentários:

  1. Meu professor certa vez estava falando de um filósofo, que esqueci quem era, e disse que amor incondicional é aquele que vc não sabe porque ama, vc ama porque ama, com isso o ser amado pode ser e fazer o que quiser que sempre vai ser amado...

    ResponderExcluir
  2. Mas é isso mesmo! Sem impor condições para amar!

    ResponderExcluir
  3. Oi, vi que você "acompanha meu blog", então em primeiro lugar, quero agradecer e dizer que é uma honra.
    E sobre o amor, acho que é meio indefinível porque cada um sente de um jeito. Não acredito em estigmas ou certos parâmetros em que tentam inserir esse sentimento. O amor é algo grandioso e abrangente demais. Uma amizade, um relacionamento amoroso, um parente... cada um destes mostra facetas diferentes do mesmo sentimento... e antes que eu transforme meu comentário num novo post, fico por aqui... rs rs rs
    Um cheiro grande e uma boa noite.

    ResponderExcluir
  4. Olá Dora!

    Sim, há poucos dias acompanho seu blog.

    Você está certa: o amor é sim meio indefinível, e grandioso e abrangente. E por ser algo tão especial e tão cheio de matizes e desenhos distintos é que é tão buscado!

    Obrigada pela visita e pelo comentário! :D

    Beijocas.

    ResponderExcluir