21 dezembro 2008

So this is Christmas...



Quem me conhece sabe que não sou uma fã ardorosa do Natal. Não desse Natal de consumismo, de bebedeira, de comilança.

Quando criança, e quando eu ainda acreditava no Papai Noel (sorry Sérgio, não acredito mais, mesmo!), era uma festa, até porque eu nunca achei qualquer pista que me fizesse achar que os presentes eram dados pelos meus pais. Mesmo quando o Papai Noel mandava recado dizendo que não poderia me dar exatamente o pedido! Ah, que bom ser inocente! rsrs

Anyways, um dia, cantando canções de Natal, no refrão "seja rico ou seja pobre, o velhinho sempre vem", minha mãe comentou que era mentira, que o Papai Noel não ia nas casas pobres... e aí as coisas começaram a ter menos graça.

Mais tarde, na 2ª série, quando uma professora disse na sala que era mentira a história do Papai Noel, acabou pra mim aquela ilusão e o Natal começou a me entristecer mais ainda...

Pode parecer bobeira isso, frescura, mas, ao longo dos anos, venho descobrindo que tem mais gente que também acha o Natal meio deprê! Mas sei que também há aqueles que amam o Natal, e o seu clima. E quase gostaria de ser como eles...

Mesmo assim, tenho meu sonho de Natal perfeito: passado em um país com neve, um "white christmas" como da canção! Os costumes, os símbolos, a "cara" do Natal me pareceria mais real assim.

De qualquer forma, Natal mesmo é a data imposta pela Igreja Católica para comemorar (ah, uma longa história essa da invenção do aniversário de Jesus, quem quiser saber mais, pesquise ou me pergunte) e a gente cada vez mais esquece disso, do aniversariante do dia. O nascimento que temos que comemorar e esperar de Jesus é o surgimento dele em nossos corações, na necessidade que deve nascer, se ainda não existe, de nos tornarmos pessoas melhores, mais humanas!

Esse ano não passarei a data com as pessoas que mais amo. Decidi então que o passarei sozinha. Tudo bem, até porque trabalho até às 21h no dia 24 (pois é...). Mas sei que o aproveitarei bem. Com muito sorvete, minha maior exigência a mim mesma com esse calor de 40º de Foz do Iguaçu!

Assim eu escolhi o meu. Que o seu seja exatamente como você quer que seja, mesmo não sendo o primeiramente sonhado, mesmo sendo, como o meu, o adaptado. Mas que haja paz, que haja felicidade. E, se possível, que também haja espaço pro aniversariante do dia no seu coração :)

2 comentários:

  1. é, o natal é meio deprê mesmo...
    principalmente os ritos intermináveis da igreja...

    bom natal pra você, tente não ficar muito solitária ok?

    ResponderExcluir
  2. Como sou espírita não acompanho os ritos da Igreja, mas imagino como sejam.

    Podexá que tentarei :)

    ResponderExcluir